Gente

Ana Hickmann se emociona ao relembrar atentado

A ex-modelo e apresentadora foi vítima de um fã que invadiu seu quarto de hotel armado; "parece o enredo de um grande filme de terror", disse em entrevista neste domingo (22)

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Ana Hickmann entrevista 3
Ana Hickmann: "Espero que ninguém passe por isso" (Foto: Reprodução)

A apresentadora Ana Hickmann se emocionou ao falar sobre o atentado que sofreu no último sábado (21), no hotel Caesar Business, em Belo Horizonte. Em entrevista para a Rede Record, que foi ao ar na noite deste domingo (22), durante o programa Domingo Espetacular, ela não segurou as lágrimas ao lembrar dos momentos em que esteve sob a mira do revólver de Rodrigo Augusto de Pádua, de 30 anos. "Parece o enredo de um grande filme de terror", desabafou Ana. O áudio da conversa de Ana com o atirador foi ao ar na noite deste domingo, na TV Record. Ouça abaixo.

+ Cunhado de Ana Hickmann revela detalhes sobre o atentado

Ela contou que o atirador rendeu o cunhado dela, Gustavo Corrêa, e invadiu o quarto em que estava. "Ele voltou a arma para mim e disse: 'eu vim me acertar com você'", relata Ana.

Pádua era fã da ex-modelo e havia se hospedado no mesmo hotel com objetivo de se aproximar dela. Recentemente, a família descobriu uma série de fotos postadas no Instagram com declarações de amor à estrela. "Nunca vou esquecer do que ele me falou, do jeito como ele me olhou", disse a apresentadora.

+ Ana Hickmann sofre atentado em hotel; homem é morto

Segundo ela, Pádua dizia que a conhecia e fez declarações agressivas, muitas vezes de teor pornográfico. "O tempo todo ele dizia que eu era uma mentirosa e tinha, sim, correspondido o amor dele", lamentou Ana, que garante não conhecer o rapaz. "Ele foi determinado a me matar."

"Ele ficava o tempo todo falando que eu não prestava, que eu era mentirosa, que eu havia correspondido o amor dele durante muito tempo pelas redes sociais e depois parei de falar com ele", continuou Ana. No programa, ela afirmou que cuida pessoalmente das redes sociais e não havia tido nenhum contato mais próximo.

O Domingo Espetacular ainda registrou o depoimento do cabeleireiro Júlio Figueiredo, que estaria do lado de fora do quarto e gravou o que ocorria. "Você é uma mentira. Duvidou do amor que eu tinha", mostrou uma das gravações do programa. A fala do agressor parece alterada e em alguns momentos indica confusão.

"O tempo todo pedia para a gente ficar de costas", relatou a apresentadora, dizendo que o agressor sempre manteve a arma apontada para ela. Segundo Ana, ao se recusarem a virar de costas é que teriam ocorrido os tiros e a posterior reação que levou à morte de Pádua.

Entenda o caso

No sábado (21), um homem armado tentou invadir o quarto do hotel Caesar Business, em Belo Horizonte, onde Ana Hickmann estava hospedada. O atirador, Rodrigo Augusto de Pádua, tinha 30 anos e, segundo a família, era fanático pela estrela.

+ Marido de Ana Hickmann publica homenagem para o irmão na internet

Gustavo Corrêa, cunhado da apresentadora, salvou a mulher, Giovana Oliveira, e Ana Hickmann do ataque. Segundo a polícia, houve uma disputa de corpo e ele acabou matando Rodrigo. Giovana foi levada a um hospital particular em Belo Horizonte e permanece internada em estado grave. Confira mais detalhes sobre o caso clicando AQUI.

Fonte: VEJA SÃO PAULO