Cidade

Ameaça de bomba não se confirma e voo da Turkish segue para São Paulo

Os 256 passageiros que precisaram desembarcar em Marrocos virão na mesma aeronave para o Aeroporto de Guarulhos

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

aviao
O avião que seguia para São Paulo é da Turkish Airlines (Foto: Divulgação)

Os 256 passageiros que estavam no voo da Turkish Airlines desviado por suspeita de bomba já embarcaram novamente para São Paulo. Oficiais do aeroporto de Casablanca, no Marrocos, vasculharam o avião e não encontraram explosivo. 

"A investigação na aeronave acaba de ser concluída e a ameaça não era verdadeira.Os passageiros estão sendo reconduzidos ao embarque", informou um comunicado oficial da empresa. A Turkish Airlines confirmou para 21h30 o desembarque no Aeroporto de Guarulhos. Além dos 256 passageiros, o avião transporta dezoito tripulantes, sendo três comandantes, catorze comissários e um chef de cozinha.

+ Companheira de copiloto da Germanwings estaria grávida

O voo TK-15 saiu de Istambul às 3h55 (horário de Brasília) e deveria pousar em Guarulhos às 16h55 desta segunda (30). Durante a viagem, a tripulação teria achado um bilhete com a palavra "bomba" em um dos banheiros. Por isso os pilotos resolveram desviar a rota para Casablanca, no Marrocos. A Turkish não confirma a informação do bilhete, mas a ameaça de bomba, sim. 

No Marrocos, todos tiveram que desembarcar para que fosse feita uma inspeção de segurança no avião. Como nada foi encontrado o explosivo, a mesma aeronave seguirá viagem para o Brasil. De São Paulo, ainda cumpre o restante da rota até Buenos Aires, na Argentina.

+ Confira as principais notícias da cidade

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO