Mistérios da Cidade

Pesquisa mostra número de alunos estrangeiros na cidade

Levantamento foi feito em cinco dos mais tradicionais colégios bilíngues da capital

Por: Maurício Xavier [com reportagem de Jéssika Torrezan, João Batista Jr. e Nathalia Zaccaro]

Mistérios da Cidade 2272 alunos estrangeiros
Sotaque na aula: 800 crianças e adolescentes estrangeiros estudam em escolas bilíngues (Foto: Royalty Free)

Um levantamento de VEJA SÃO PAULO realizado em cinco dos mais tradicionais colégios bilíngues da capital, ou ligados a colônias de outros países, mostra que 6% dos alunos matriculados nessas escolas são estrangeiros. Trata-se de um contingente formado por mais de 800 crianças e adolescentes.

+ Segurança é item primordial nas escolas particulares

+ Livro reúne fotos de prédios de escolas públicas no século passado

+ O mundo digital nas escolas públicas

Na Escola Suíço-Brasileira, em Santo Amaro, o índice é bem maior. Por lá, mais de um terço dos estudantes nasceu fora de nossas fronteiras. No Dante Alighieri, curiosamente, os americanos são maioria entre os não brasileiros, com 22 representantes contra catorze vindos da Itália. Veja os números:

Escola Suíço-Brasileira

Número de alunos: 702

Índice de estrangeiros: 35%

Nacionalidades mais comuns: Suíça (121), alemã (79) e italiana (16)

Segundo idioma: Alemão

Escola Internacional de Alphaville

Número de alunos: 651

Índice de estrangeiros: 14%

Nacionalidades mais comuns: Americana (19), argentina (16) e espanhola (10)

Segundo idioma: Inglês

Colégio Miguel de Cervantes

Número de alunos: 1.536

Índice de estrangeiros: 11%

Nacionalidades mais comuns: Espanhola (48), argentina (39) e americana (16)

Segundo idioma: Espanhol

Colégio Visconde de Porto Seguro

Número de alunos: 7.465

Índice de estrangeiros: 4%

Nacionalidades mais comuns: Alemã (200), suíça (18) e austríaca (14)

Segundo idioma: Alemão

Colégio Dante Alighieri

Número de alunos: 4.200

Índice de estrangeiros: 2%

Nacionalidades mais comuns: Americana (22), italiana (14) e portuguesa (13)

Segundo idioma: Italiano

Fonte: VEJA SÃO PAULO