Bolsas

Os modelos mais caros das grifes mais cobiçadas

Valores dos acessórios variam entre 9 000 e 92 500 reais

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Louis Vuitton L - Luxo - 2191a
L, da Louis Vuitton: feita de couro de crocodilo (Foto: Divulgação)

L (LOUIS VUITTON)

92 500 REAIS

Peça única no Brasil, é feita de couro de crocodilo. A pele é tratada e polida para ficar brilhante e, principalmente, macia, o que dá o aspecto “molenga” à bolsa.

 

 

 

NEW Jackie - GUCCI - 2191a - luxo
New Jackie, da Gucci: feita de couro de avestruz (Foto: Mario Rodrigues)

NEW JACKIE (GUCCI)

34 070 REAIS

Reedição do modelo usado na década de 60 pela então primeira-dama Jacqueline Kennedy. É feita de couro de avestruz, disponível em cores clássicas e excêntricas, como violeta. 

 

  

Knot bottega veneta - luxo - 2191a
Knot, da Bottega Veneta: a carteira, que cabe na palma da mão, foi criada em 1978 (Foto: Divulgação)

KNOT ( BOTTEGA VENETA )

6 890 REAIS

De couro trançado, assinatura da marca italiana, a carteira, que cabe na palma da mão, foi criada em 1978 e é reeditada em diferentes materiais e cores. À venda na loja na Avec Nuance, do Shopping Iguatemi.

 

 

Goyard - 2191a - Luxo
Vendome, da Goyard: todo o processo é manual (Foto: Divulgação)

 

VENDÔME (GOYARD)

23 980 REAIS

Encontrada na Daslu, é feita de canvas de algodão resinado e tingida com pigmentos naturais. Todo o processo é manual. 

 

 

CHRI CHRi - Dior - 2191a  - luxo
Chri Chri, da Dior: marca registrada da grife desde 1947 (Foto: Divulgação)

CHRI CHRI (DIOR)

9 000 REAIS

Feita de couro de carneiro, tem as costuras cannage — referência aos assentos de palha da Índia —, marca registrada da grife desde 1947.

Fonte: VEJA SÃO PAULO