Transporte

Grupo distribui alfinetes para se proteger de encoxadores no metrô

A ação foi realizada na estação Capão Redondo e é uma resposta aos casos de assédio sexual registrados desde o início do ano

Por: Redação VEJASÃOPAULO.COM

encoxadas
Kit com alfinete foi distribuído na estação Capão Redondo do metrô (Foto: Reprodução / Facebook)

Um grupo feminista distribuiu na manhã desta sexta-feira (4) alfinetes para as mulheres se defenderem de "encoxadores" no metrô. O kit, que vem com o objeto e a mensagem "Não me encoxa que eu não te furo", foi entregue na estação Capão Redondo, Linha 5- Lilás.

A ação é uma resposta à série de casos divulgados nas últimas semanas de abusos cometidos contra mulheres dentro do sistema de transporte público. Até o dia 26 de março, 29 queixas de assédio sexual haviam sido registradas neste ano, uma a cada três dias. A situação ficou ainda pior quando uma publicidade feita pelo Metrô na Rádio Transamérica dizia que "trem lotado é bom para xavecar mulher".

+ “Conheci minha esposa no metrô”, diz humorista que fez anúncio polêmico

Nas redes sociais, o Movimento Mulheres em Luta, responsável pela ação, responsabiliza o governo do estado pelas más condições do transporte público e pede por educação e coação. "Ausentes todas essas medidas, em meio ao caos e à situação de barbárie, nossa obrigação é assegurar o direito de autodefesa das mulheres", escreveram.

+ Suspeito de abusar de mulher em trem da CPTM é preso

Na última semana, uma pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostrou que 65% dos brasileiros concordam que "mulher que mostra o corpo merece ser atacada". Esse resultado motivou uma outra série de prostestos nas redes sociais, onde mulheres e homens tiraram a roupa e posaram com placas em que estava escrito #NãoMereçoSerEstuprada.

Fonte: VEJA SÃO PAULO