Moda

Alfaiataria de primeira

Onde e por que a elite bem vestida encomenda ternos e camisas feitas sob medida

Por: Laura Artigas - Atualizado em

undefined Foto 2
Turquesa: possibilidade de substituir colarinhos e punhos de camisas | Crédito: Divulgação

Num desses casos em que a vida imita a arte, Sir Michael Caine saiu de "Um Golpe à Italiana" não apenas com uma lição sobre como usar um terno cortado à moda da Sicília – terno ajustado e longilíneo para seu quase 1,90 metro de altura e gravata, camisa em branco tom-sobre-tom e paletó de três botões (detalhe até hoje considerado chiquérrimo pelos bons alfaiates da terra de Giorgio Armani e Ermenegildo Zegna). Consigo, Caine levou o endereço do alfaiate que vestiu seu personagem gângster. Do filme de 1969 para cá, o ator inglês se tornou um ícone de estilo para os homens – pelo menos para aquela fatia interessada em aparência impecável. O segredo "cainiano" permanece o mesmo ao longo das décadas: Douglas Hayward, cujas tesouras ainda estão na ativa em plena Savile Row, rua em Londres que se tornou a meca da alfaiataria sob medida. Ao incorporar o jeito italiano de cortar um terno, bem mais à vontade, ainda que impecável, do que a rígida alfaiataria inglesa, Hayward revolucionou a tradicional escola de Savile Row – similar ao que Yves Saint Laurent fez na alta costura, à mesma época, para as mulheres.

Não há equivalente no Brasil a uma rua como a Savile, onde alfaiates e seus metros de lã super 200 – o fio que mora no topo da pirâmide dos tecidos finos –, mais de 40 tons de cambraia azul para cortes de camisas e padronagens que incluem risca-de-giz roxas ou verde-limão se encadeiam elegantemente um porta ao lado da outra. Mas há em São Paulo um seleta de homens que dominam, em alguns casos numa sabedoria passada de geração a geração, a arte do corte e da costura. Instalados em ateliês e igualmente rodeados por tecidos, pequenos rolos de retalhos especialmente guardados para a manutenção de punhos e colarinhos das camisas, e um café bem passado sempre a disposição dos clientes, os alfaiates finos da cidade atendem uma clientela que sabe o que significa se vestir à Michael Caine.

"No sob medida, podemos corrigir diferenças de tamanho de ombro, arrumar proporções e criar uma linha mais harmônica para o corpo", diz Ricardo Almeida, um dos nomes mais estrelados das tesouras usadas à moda antiga. Conhecido pelo antes e depois do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Almeida completou 25 anos de carreira e segue atendendo com hora marcada na Vila Nova Conceição. "Mas a alfaiataria sob medida não se trata apenas de concertar a natureza, mas de injetar estilo e informação de moda", defende Almeida, responsável, aliás, pelo retorno dos três botões no terno dos brasileiros.

O processo de Almeida varia de duas a quatro etapas. Na primeira, o estilista entende as necessidades do cliente, tira as medidas, e o ajuda a escolher entre cerca de duzentos tipos de lã fria, trinta padrões para forro, e outras duzentas opções de tecidos para camisas. É preciso investir tempo, mas o retorno é garantido. Os dados são armazenados - no caso de Ricardo Almeida - no computador. E depois nem é preciso sair de casa para encomendar um novo terno – a não ser que o cliente queria discutir alguma mudança de estilo. Na segunda consulta o cliente já prova o terno pronto. Se necessário for ele volta mais uma ou duas vezes para ajustes.

"Boa parte dos clientes vêm na loja uma vez só e depois encomendam os outros ternos pelo telefone", diz Vinícius Danielli, 35, diretor de marketing da Alfaiataria Paramount que atende o alto clero de multinacionais. A empresa, conhecida por fabricar lã super 120 e super 150, começou a oferecer o serviço sur mesure em 2005. Os parlamentares de Brasília costumam recorrer aos profissionais paulistanos. O alfaiate italiano Vincezo Severo acumula em seu ateliê na rua Augusta moldes de alguns parlamentares. "Eles ligam de Brasília e encomendam. Eu envio pelo correio", diz.

As camisas são um caso a parte. Além do já tradicional serviço de bordado das iniciais do nome no bolso, a mão, a camisaria Turquesa São Paulo batiza as adaptações exclusivas dos três tipos de colarinhos básicos (clássico, italiano e francês) com o sobrenome do comprador. "Caso outro cliente queira encomendar um igual, pedimos autorização do autor para reproduzi-lo", diz Christiano D'Carlo, 37, proprietário do ateliê. E, como em todo serviço de luxo, os produtos são feitos para durar uma vida. Portanto, é possível substituir apenas os punhos e o colarinho para voltar a ter uma camisa novinha em folha.

   Veja aqui esses e outros endereços para entrar na lista dos bem vestidos   Ricardo Almeida Antecedência no agendamento: nas lojas sem hora marcada e 20 dias com o próprio Ricardo Almeida Quanto tempo para ficar pronto: 45 dias. Leva entre duas a quatro provas Opções de tecido para terno: 200 Opções de tecido para camisa: 200 Preço do terno: R$ 4 500,00 Preço da camisa: R$ 650,00 Destaques: Atendimento no ateliê com o próprio Ricardo Almeida com hora marcada e o terno saí 20% a mais. Tel.: (11) 3887 4114 Shopping Iguatemi, Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232, tel.: (11) 3812.6947, www.ricardoalmeida.com.br
Ricardo Almeida
Ricardo Almeida: atendimento com o alfaiate mais famoso de São Paulo eleva prço do terno em 20% | Crédito: divulgação
  Camargo Alfaiataria Antecedência no agendamento: não é preciso agendar. Se o cliente quiser atendimento especial, pode ligar e marcar uma hora. Além disso, para maior privacidade do cliente, pode ainda solicitar que um profissional da Camargo Alfaiataria vá até a sua casa. Quanto tempo para ficar pronto: 45 dias – duas a três provas. Opções de tecido para terno: 1 000 Opções de tecido para camisa: 800 Destaques: Consultoria de lifestyle, indicação de profissionais como cabeleireiro, endocrinologista. Preço do terno sob medida: R$ 3 900,00 até R$ 30 000,00 Preço da camisa sob medida: R$ 399,00 até R$ 2.000,00 Rua Dr. Mario Ferraz, 502, tel. (11) 3073.1404, www.camargoalfaiataria.com.br
Camargo Alfaiataria
Camargo Alfaiataria: atendimento em domicílio | Crédito: divulgação
Alfaiataria Paramount Antecedência no agendamento: não precisa ter antecedência nas lojas Quanto tempo para ficar pronto: 20 dias - duas provas Opções de tecido para terno: mais de 200 Opções de tecido para camisa: mais de 150 Preço do terno: a partir de R$ 2 600,00 Preço da camisa: a partir de R$ 300,00 Shopping Cidade Jardim, Av. Magalhães de Castro, 12.000 – 1º piso – loja T40, tel. (11) 3552-1414
loja da Alfaiataria Paramount
Alfaiataria Paramount: terno pornto depois de 20 dias | Crédito: divulgação
Severo, o Alfaiate Antecedência no agendamento: não precisa de antecedência, marcar horário pelo telefone Quanto tempo para ficar pronto: 10 dias - duas provas Opções de tecido para terno: 200 Destaques: O italiano Vincenzo Severo é o alfaiate mais tradicional da lista. Trabalha no ramo há 60 anos e dispensa o computador e fiel aos moldes de papel. Preço do terno: R$ 3 000,00 Rua Augusta, 1351 (cj. 12), tel. (11) 3083 0132   Turquesa São Paulo Especialidade: Camisaria Antecedência no agendamento: sete dias Quanto tempo para ficar pronto: 15 dias úteis Opções de tecido para terno: 1000 Opções de tecido para camisa: 1500 Destaques: manutenção de punhos e colarinhos de camisa. Preço do terno: a partir de R$ 2500,00 Preço da camisa: a partir R$ 260,00 Iniciais bordadas a mão: 3 tipos de ponto Al. Lorena, 1304 (cj 611), tel. (11) 3061 9244

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO