Política

Geraldo Alckmin se reelege governador de São Paulo

Com 90% das urnas apuradas, tucano registra 57% do votos. Skaf tem 21,5% e Alexandre Padilha, 18%

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Com mais de 12 milhões de votos, Geraldo Alckmin, 62, foi reeleito, neste domingo (5), governador do estado de São Paulo, cargo que ocupará pela quarta vez. O tucano estavá 57% dos votos, contra 21,5% de Paulo Skaf e 18% de Alexandre Padilha. Com a eleição de Alckmin, o PSDB completará 24 anos no poder até 2018.

O governador liderou desde o começo da campanha as pesquisas de intenções de voto para o governo do estado. Na pesquisa Datafolha divulgada em 15 de julho, o governador tinha 54% ante 50% no levantamento publicado no dia 2 de outubro. Seus concorrentes, no entanto, nunca tiveram chances de levar a disputa para o segundo turno.

Eleito pela coligação Aqui é São Paulo, Alckmin terá mais quatro anos à frente do estado e não poderá se candidatar em 2018. Seu vice é Márcio França, do PSB. Entre os principais desafios para o próximo governo estão a ameaça de desabastecimento de água, a crise financeira nas universidades estaduais, o aumento de índices de violência e a expansão do transporte público.

+ Confira as propostas de Alckmin 

Levantamento realizado pelo jornal Folha de S.Paulo mostrou que o governador cumpriu apenas 44% das promessas feitas durante a campanha de 2010. Na área de segurança, por exemplo, não conseguiu aumentar o efetivo policial nem o número de delegados. Por outro lado, ampliou parcerias com municípios para a Operação Delegada, que fiscaliza e combate o comércio ilegal. Em saúde, promoveu aumento de 40% no número de AMEs (Ambulatório Médico de Especialidades), mas não criou unidades de tratamento de usuários de drogas. Na área de transportes, o governador não entregou o trecho Norte do Rodoanel o leste foi inaugurado neste ano com obras incompletas. O governador se disse injustiçado com a avaliação.

Nascido em Pinhamonhangaba, região do Vale do Paraíba, Alckmin graduou-se em medicina na Faculdade de Taubaté. Com 19 anos entrou na política ao filiar-se ao antigo MDB (Movimento Democrático Brasil). Se primeiro cargo público foi como vereador, em 1972.

Em 1976, concorreu à prefeitura e venceu as eleições por uma diferença de 67 votos. Também foi deputado estadual e deputado constituinte e está entre os fundadores do PSDB.

Em 1994, concorreu como vice na chapa que tinha Mário Covas candidato ao governo do estado de São Paulo. Em 2001, após a morte de Covas, Alckmin assumiu o Palácio dos Bandeirantes, onde permaneceu até 2006. Naquele ano, renunciou ao cargo para concorrer à Presidência, mas foi derrotado por Lula. Dois anos mais tarde, concorreu à prefeitura de São Paulo. Terminou o pleito, vencido por Gilberto Kassab, em acabou em terceiro lugar.

Em 2010, voltou a concorrer para o governo do estado e se elegeu no primeiro turno, com 50,63% dos votos válidos. 

O GOVERNADOR ELEITO

NOME: Geraldo Jose Rodrigues Alckmin Filho

ESTADO CIVIL: Casado com Lu Alckmin

NASCIMENTO: 7 de novembro de 1952, em Pindamonhangaba

FORMAÇÃO: superior completo, medicina

PATRIMÔNIO DECLARADO: R$ 1.069.498,27

Fonte: VEJA SÃO PAULO