Política

Alckmin cai três pontos, mas se reelegeria no primeiro turno, aponta Ibope

Intenção de voto no atual governador baixou de 50% para 47%. Paulo Skaf (PMDB) está em segundo, com 23%

Por: Veja São Paulo

Geraldo Alckmin - Eleições_2184
Geraldo Alckmin, do PSDB, é líder nas pesquisas de intenção de voto (Foto: Mario Rodrigues)

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) oscilou negativamente três pontos percentuais - de 50% para 47% - na mais recente pesquisa Ibope/Estado/Rede Globo. Ele, no entanto, continuaria se reelegendo no primeiro turno, já que supera a soma dos índices dos adversários (34%).

+ Pesquisa mostra liderança de Alckmin e crescimento de Skaf

A sondagem revela ainda que a taxa de intenção de voto em Paulo Skaf, candidato do PMDB ao Palácio dos Bandeirantes, subiu de 20% para 23%. O petista Alexandre Padilha foi de 5% para 7%.

+ Sobe número de homicídios em São Paulo

O levantamento, feito entre os dias 30 de agosto e 1º de setembro em 87 municípios, ouviu1 806 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Caso houvesse uma disputa de segundo turno, o atual governador venceria Skaf por 52% a 30%. Entre os eleitores com ensino superior, a vantagem do tucano sobre é de dez pontos percentuais (44% a 34%) e entre os que estudaram até a 4ª séria do ensino fundamental a diferença é de 37 pontos (51% a 14%).

Senado

Entre os candidatos que concorrem por São Paulo a uma vaga no Senado, o ex-governador José Serra (PSDB) surge em primeiro lugar, com 33%, seguido pelo senador Eduardo Suplicy (PT), com 28%, e pelo ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, com 8%.

Presidenciáveis

O Ibope também ouviu os eleitores de São Paulo e do Rio de Janeiro para saber suas intenções de voto para os candidatos à presidência da República. Em ambos os estados, Marina Silva (PSB) ultrapassou a presidente Dilma Rousseff (PT).

Em São Paulo, Marina aparece com 39% das intenções de voto contra 23% de Dilma. O mineiro Aécio Neve (PSDB) figura com 17%. Já no Rio, 38% dos eleitores se mostraram dispostos a votar na ex-ministra do Meio Ambiente. Já 32% indicaram votar na presidente petista. Aécio aparece mais atrás, com 11%. 

+ Confira as últimas notícias da cidade 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO