Cidade

Aeroporto de Cumbica é considerado o pior do Brasil

Viracopos, em Campinas, ficou em primeiro lugar no ranking de preferência dos passageiros

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

Ampliação do aeroporto de Cumbica - Copa do Mundo - 2225
Aeroporto foi privatizado no fim de 2012 (Foto: AYRTON VIGNOLAAE)

Pesquisa feita por uma consultoria particular a pedido da Secretaria de Aviação Civil (SAC) com 18 mil passageiros elegeu o Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, o pior do Brasil. Já Viracopos, em Campinas, ocupa o primeiro lugar na preferência dos usuários. O ranking foi feito com base em entrevistas realizadas no último trimestre de 2013. Até o meio do ano passado, Cumbica ficava em penúltima posição - Cuiabá era considerado o pior aeroporto. 

+ Governo diz que pane no metrô foi ação de vândalos

Foram avaliados itens como disponibilidade de vagas e instalações dos estacionamentos, filas de check-in e velocidade de devolução de bagagem despachada, além de opções de alimentação e lazer.

+ Pedágio para praia em Ilhabela pode custar até 80 reais

Em nota, a Concessionária Aeroporto Internacional de Guarulhos, que gerencia Cumbica, afirmou que "desde que assumiu a administração realizou uma série de melhorias nos Terminais 1, 2 e 4 a fim de aumentar o nível de conforto dos passageiros. Além disso, com a inauguração do novo terminal de passageiros (Terminal 3), que será entregue em maio e terá capacidade para atender 12 milhões de passageiros por ano, o nível de conforto será atendido".

+ São Paulo tem maior temperatura em fevereiro em 71 anos

Não é a primeira vez que Cumbica fica na lanterna em rankings de avaliação. Há menos de um mês, o site americano de finanças Wall St. Cheat Sheet analisou critérios como pontualidade, fila de imigração e espaço físico e elegeu o aeroporto paulista como o pior do mundo para turistas e viajantes executivos. 

Confira o ranking dos melhores e piores aeroportos segundo os passageiros:

1.Viracopos (Campinas)

2. Curitiba

3. Natal 

4. Congonhas (São Paulo

5. Recife

6. Confins (Belo Horizonte)

7. Galeão (Rio de Janeiro)

8. Fortaleza

9. Santos Dumont (Rio de Janeiro)

10. Salvador

11. Porto Alegre

12. Manaus

13. Brasília

14. Cuiabá 

15. Guarulhos 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO