Passeios

O que acontece nesta sexta (03): shows

Cinco apresentações dos mais diferentes estilos acontecem na cidade

Por: Redação VEJA SÃO PAULO on-line - Atualizado em

Ná Ozzetti
Ná Ozzetti (Foto: Divulgação)

+ O que fazer nesta sexta (03)

  • Estilos variados

    5 a Seco
    1 avaliação
    “Mais fácil ver o Schwarzenegger frufru/ Materazzi namorando com a mãe do Zizou/ rubro-negro distraído gritar gol do Flu.” Versos tão “djavanescos” estão em Nem Tchum, uma das músicas de Policromo (2014), primeiro trabalho de estúdio do conjunto paulistano. A inspiração no compositor alagoano se mostra tão forte que, entre as catorze novas faixas, uma até foi intitulada Eu Amo Djavan. Nem se dê ao trabalho de tentar entender a propositadamente confusa letra. De arranjos sofisticados, o álbum conta com momentos bacanas em Vem e Vai e na funkeada Festa de Rua, que funcionam bem ao vivo. Pedro Altério, Pedro Viáfora, Tó Brandileone, Vinicius Calderoni e Leo Bianchini cantam e se revezam no baixo, teclado, percussão, escaleta e bateria. Dias 16, 23 e 24/9/2016.
    Saiba mais
  • Com Vinicius de Moraes, a quem conheceu quando ainda estava na faculdade, João Bosco compôs Samba do Pouso e O Mergulhador. Mas foi Aldir Blanc seu grande parceiro de composição. Escreveu com ele, entre outras, Falso Brilhante, Fantasia e O Bêbado e a Equilibrista, célebre na voz de Elis Regina. Por três noites consecutivas, ele apresenta sozinho ao violão os clássicos que permearam mais de quatro décadas de carreira, na comemoração do aniversário de dez anos do Tom Jazz. Dias 2, 3 e 4/10/2015.
    Saiba mais
  • A cantora e compositora Ná Ozzetti lançou no ano passado os discos “Ná e Zé”, em parceria com o compositor Zé Miguel Wisnik, e "Thiago França", com o grupo Passo Torto. Para abrir as apresentações da artista, haverá a presença do cantor e compositor paulista Rodrigo Campos. Dias 9 e 10/9/2016.
    Saiba mais
  • Resenha por Carol Pascoal: Uma das musas do badalado grupo de marmanjos Orquestra Imperial (a outra é Thalma de Freitas), Nina conta com os cantores China e Moreno Veloso para explorar o cancioneiro de Lamartine Babo, como Joujoux e Balangandãs e Infelizmente. A banda que acompanha a moça é composta de Pedro Sá (guitarra), Bartolo (guitarra), Eduardo Manso (baixo) e Thomas Harres (bateria e percussão). Dias 07 e 08/04/2012.
    Saiba mais
  • Zizi Possi apresenta concerto de voz e piano, mostrando sua versatilidade como intérprete. Dias 29, 30  e 31/7/2016.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO