Itaquerão

Operário morre após queda nas arquibancadas da Arena Corinthians

Segundo o Corpo de Bombeiros, acidente aconteceu na manhã deste sábado (29); socorrida por ambulância particular, vítima não resistiu aos ferimentos

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

Itaquerão
A arquibancada da Arena Corinthians, na Zona Leste: operário caiu de uma altura de 15 metros (Foto: Marcus Oliveira)

O operário Fabio Hamilton da Cruz, que caiu das arquibancadas da Arena Corinthians na manhã de sábado (29), não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 16h30.

A assessoria de imprensa do hospital Santa Marcelina, onde ele foi internado logo após o acidente, confirmou a morte às 16h30. Este é o terceiro falecimento de funcionários que trabalhavam nas obras do estádio onde será realizada a abertura da Copa do Mundo, em Itaquera, na Zona Leste.

A queda ocorreu por volta das 10h30. O operário foi levado ao centro cirúrgico do hospital às 11h30. De acordo com uma testemunha, Fabio se desequilibrou quando estava montando o tablado de uma estrutura temporária.

+ Arena Corinthians desaba e dois morrem

+ Um sobrevoo pelo Itaquerão

Embora a construtora Odebrecht seja a responsável pelas obras do "Itaquerão", a montagem das arquibancadas está sendo feita por uma outra empresa, a Fast Engenharia. Em nota emitida nesta tarde, a Fast informou que o operário usava os equipamentos obrigatórios de segurança e estava . De acordo com o Corpo de Bombeiros, ele estava trabalhando numa altura de 15 metros e não de 8 metros, como divulgou a empresa.

A área em que Fabio trabalhava foi isolada pela Polícia Militar, mas operários continuaram trabalhando em outros setores da Arena Corinthians.

Leia abaixo a nota da Fast na íntegra.

A Fast Engenharia vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

1) Ocorreu na manhã deste sábado, por volta das 10h30, um acidente com o operário Fabio Hamilton da Cruz, funcionário da empresa WDS Construções, que se encontrava trabalhando na montagem dos pisos das arquibancadas provisórias do setor sul da Arena Corinthians;

2) O trabalhador imediatamente recebeu os primeiros socorros no local e em seguida foi levado ao hospital, onde se encontra em estado delicado de saúde;

3) Ao contrário do que foi divulgado por alguns veículos de imprensa, o operário caiu de uma altura de 8 metros e portava todos os equipamentos obrigatórios de segurança para a atividade;

4) A Fast, contratante da empresa WDS, renova seu desejo de que ele se recupere o mais rápido possível e está prestando todo o auxílio ao operário, a sua família e às autoridades.

As obras no estádio continuaram normalmente neste sábado, apenas com a área da queda isolada pela Polícia Militar. O Itaquerão será sede da abertura da Copa do Mundo, em junho.

HISTÓRICO

Em novembro passado, dois operários morreram depois que um guindaste caiu sobre parte da cobertura da Arena Corinthians, em Itaquera, na Zona Leste.

Segundo a Odebrecht, o guindaste içava o último módulo da estrutura da cobertura metálica do estádio, provocando a queda da peça sobre parte da área de circulação do prédio leste.

Fonte: VEJA SÃO PAULO