CONSUMO

Sete achados que não parecem comprados no Bom Retiro

De bolsas a vestidos de festa, bairro reúne boa variedade de peças para montar um look especial

Por: Anderson Santiago - Atualizado em

Bairro do Bom Retiro
Bom Retiro: bairro comercial popular tem boas opções de compras (Foto: Anderson Santiago)

Nesta semana, a reportagem de VEJA SÃO PAULO visitou o tradicional bairro do Bom Retiro para garimpar itens bacanas. As lojas da Rua José Paulino, que vendem principalmente moda feminina, são o centro do comércio da região, mas é possível achar muita coisa relacionada a vestuário também nos arredores. Engana-se quem pensa que por lá não há itens de grifes autorais, de boa qualidade e com bom custo-benefício. Para provar isso, selecionamos sete produtos de moda que fazem a compra valer muito a pena. Confira:

1) Roupas e bolsas autorais

Bolsa - Bom Retiro
Bolsa e cachecol vendidos na KWi (Foto: Anderson Santiago)

Uma das lojas mais estilosas da Rua José Paulino (número 400) é a KWi, que tem confecção própria e também importa peças de vestuário feminino, chiques e bem contemporâneas. Os cachecóis, todos feitos a mão, saem por 99 reais, e modelos como a bolsa azul da foto, também produzida manualmente e repleta de detalhes, custa 349 reais. Se a intenção é gastar menos, dê um olhada nas araras de dentro da loja com coleções passadas (que têm 50% de desconto em todas as peças) e nas promoções, com itens a partir de 39,90 reais.   

Presentes que não parecem ter sido comprados na 25 de Março

2) Macacões e vestidos de viscose para adultos e crianças

Compras Bom Retiro
Macaco infantil na Malagueta (Foto: Anderson Santiago)

Os macacões femininos não saem de moda e, confeccionados em tecidos como viscose, ficam levinhos, sendo ótima opção para os dias quentes. Nas duas unidades da loja Malagueta (Rua Carmo Cintra, 68, ou Rua José Paulino, 541), eles ganham diversas cores e tamanhos, com opções infantis muito fofas. Às sextas e aos sábados, o cliente compra no varejo com preço do atacado, que é mais baixo. O verde da foto sai por 169 reais (o adulto) e 86 reais (o infantil).

3) Modelos plus size bem moderninhos

Compras - Bom Retiro
Modelos plus size: moda descolada para tamanhos maiores (Foto: Anderson Santiago)

A linha plus size da grife Cotton Colors tem uma vantagem: vai dos tamanhos 40 a 48, com peças bem estilosas e modernas. Uma camisa de seda estampada pode ser adquirida por 159 reais e uma calça verde escura estilo sarja é um dos hits da marca, por 189 reais. Quem vende os itens da marca é a loja KWi (rua José Paulino, 400).

+ Oito lugares que todo paulistano que adora “gordices” deve conhecer

4) Moda praia retrô

Compras - Bom Retiro
Biquíni retrô na loja Alvim (Foto: Anderson Santiago)

No Bom Retiro, há opções de moda praia que não deixam a desejar a nenhuma butique de shopping da cidade. Na loja Alvim (Rua José Paulino, 533), que tem confecção própria, um biquíni estampado estilo retrô e com bojo na parte de cima custa 100 reais. Os tamanhos vão do PP ao GG. Outras peças mais simples para banho saem a partir de 70 reais.

5) Vestidos de festa

Compras - Bom Retiro
Vestidos para festa na Lady Clair (Foto: Anderson Santiago)

Um vestido longo (e fino!) de festa repleto de pedras não precisa custar uma fortuna, não é mesmo? No Bom Retiro, em lojas como a Lady Clair (Rua José Paulino, 634), compra-se um modelo bege repleto de pedras brasileiras pelo preço de 1 800 reais. Um mais simples, azul, com pedrinhas mais simples, sai a 1 200 reais. Outra loja com longos classudos e charmosos é a Elia (Rua José Paulino, 269).

6) Bolsas de couro sintético

Compras - Bom Retiro
Bolsa de couro sintético na loja H2 (Foto: Anderson Santiago)

Um look sem um acessório certo nunca causa a mesma impressão - disso toda mulher já sabe. Algumas das bolsas mais legais que encontramos no Bom Retiro foram as da loja H2 (Rua José Paulino, 353), que costuma importar seus itens. A bolsa colorida de couro sintético e a de franjas, feita com o mesmo material, saem por 115 reais cada uma.

+ 31 coisas que só quem é da Mooca vai entender

7) Semi-joias e bijuterias chiques

Compras - Bom Retiro
Maxicolar vendido na Olha que Linda (Foto: Anderson Santiago)

Os colares gigantes estão por toda a parte, combinando (e ora contrastando) com os modelos das vitrines da região. Na loja Olha que Linda (Rua José Paulino, 116) é possível adquirir todo o tipo de colar, pulseira, acessório e até artigos de decoração como telefones vintage e espelhos com molduras coloridas. Os maxi colares ainda são as bijuterias mais procuradas: o prata da foto custa 63 reais. Se a intenção é usar algo mais minimalista e fino, aposte nos colares feitos de zircônia, que já são considerados semi-joias e por isso custam mais: 355 reais. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO