Criminalidade

Abdelmassih vai para cela comum e recebe visita da mulher

Filhos gêmeos de três anos estão na lista, mas ainda não foram ver o pai

Por: Veja São Paulo

Roger Abdelmassih
Depois de viver em mansão no Paraguai, Roger Abdelmassih agora divide cela com outros cinco presos e dorme em beliche (Foto: AFP Photo/Senad)

O ex-médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por ter cometido uma série de estupros contra pacientes, saiu do chamado regime de observação e agora divide uma cela comum com outros cinco presos em Tremembé, no interior de São Paulo. 

+ Dupla mata homem em ônibus de turismo no Centro de São Paulo

Capturado no dia 19 de agosto no Paraguai, onde estava escondido, Abdelmassih chegou a São Paulo no dia seguinte e foi para a penitenciária onde estão outros criminosos conhecidos, como Alexandre Nardoni, condenado por matar a filha Isabela Nardoni, e Antonio Pimenta Neves, que assassinou a também jornalista Sandra Gomide. Lá, ele passou dez dias em uma cela especial, sozinho, e foi submetido a exames clínicos e psicológicos. 

+ Traído pela ostentação: saiba como era a vida do ex-médico no Paraguai

+ Mansão de Larissa e Abdelmassih custava 5 000 dólares de aluguel por mês

Agora, dorme em uma beliche e divide espaço com outros cinco presos. No domingo passado, recebeu a visita da mulher, Larissa Sacco. Também colocou na lista de visita o nome dos filhos gêmeos de três anos de idade, que ainda não foram ver o pai. 

+ Confira as últimas notícias 

Fonte: VEJA SÃO PAULO