Esporte

A primeira academia de São Paulo especializada em bicicletas

Baseado em modelos americanos, o Studio Velocity é inaugurado no Itaim Bibi

Por: Ricky Hiraoka

Studio Velocity
O Studio Velocity: salão com sessenta equipamentos e ranking de desempenho dos alunos no telão (Foto: Fernando Moraes)

De ioga no vapor a exercícios com balé, não faltam na cidade sessões de ginástica dedicadas a transformar o suor da malhação em algo mais prazeroso e, na medida do possível, lúdico. Nesse cenário, foi inaugurado na segunda (6) um espaço de programação bem específica, com 100% das atividades realizadas sobre bicicleta. No Studio Velocity, no Itaim Bibi, um imóvel de 290 metros quadrados foi reformado ao custo aproximado de 5 milhões de reais para abrigar sessenta bikes, equipadas com um visor que mostra dados como o gasto calórico e posicionadas ao redor de um palco onde fica o instrutor. Ele comanda a turma ao som de música pop, em ambiente com ar-condicionado a 21 graus.

A inspiração vem de redes como a Soul Cycles, que tem 26 unidades nos Estados Unidos. “Lá, isso é moda desde a década passada”, diz o americano Declan Sherman, que se mudou para o Brasil em 2013 e é um dos dois sócios da academia instalada no Itaim. Uma das suas peculiaridades é não cobrar mensalidade. Os interessados reservam pelo site o horário em que desejam fazer as aulas (cada uma sai por 60 reais, com 45 minutos de duração). Também podem alugar sapatilhas de uso comum a 5 reais, higienizadas com spray desinfetante e desodorizador.

Moradora de Moema, a fisioterapeuta Fernanda Bacchi, de 38 anos, pretende conciliar o triatlo indoor que pratica na unidade da Reebok na Vila Olímpia com idas à Studio Velocity. Já esteve lá duas vezes. “Achei vantajoso o fato de não estar presa a um contrato”, afirma. A vocação do lugar é atrair malhadores que possuem certo condicionamento físico. As aulas se diferenciam do spinning: enquanto pedalam, os participantes podem usar halteres ou elástico para trabalhar os membros superiores. Na parede, um telão mostra o ranking de desempenho dos alunos, com as rotações por minuto alcançadas em cada bike. “Isso estimula a competitividade entre nós”, acredita Fernanda. Quem quiser poderá excluir seu aparelho da lista para receber depois e-mails com o histórico de suas performances. “Em uma hora é possível queimar cerca de 1 000 calorias”, garante o gerente do estúdio, o personal trainer Jomar Ramalho.

Além do spinning

Flexões: enquanto pedalam, os alunos fazem uma série de flexões usando o guidão como apoio

Bíceps e tríceps: é possível levantar pesos de 1 a 2 quilos durante o treino

Braços e abdômen: os movimentos são feitos com um elástico preso ao aparelho ou segurado pelo usuário

Fonte: VEJA SÃO PAULO