Urbanismo

A multiplicação dos parklets em São Paulo

Barê, Meats e Zenna Caffé vão ganhar exemplares desses espaços de convivência

Por: João Batista Jr. - Atualizado em

parklet - zona verde 1
Parklet: alguns contam com bancos e wi-fi gratuito (Foto: Divulgação)

A proliferação de parklets mostra que o que é bacana merece ser copiado. Se no começo eles surgiram por iniciativa da ONG Mobilidade Verde, com a instalação de um espaço na Rua Padre João Manoel (que inclui bancos de madeira, wi-fi e vista para o Conjunto Nacional), agora os próprios estabelecimentos criam as suas praças com apoio de empresas privadas.

+ As últimas notícias da cidade

Até abril, quatros novos bares e restaurantes vão ganhar esses “parques” que ocupam duas vagas de estacionamento: Barê, nos Jardins; Zena Caffé, no Itaim; e Meats e Pasquim Bar & Prosa, em Pinheiros. Todos eles serão patrocinados pela cervejaria Heineken. Eles vão se somar aos mais de vinte que existem perto de restaurantes, caso do Pita Kebab, Vito e Jacaré Grill.

Nem todo mundo consegue colocar um parklet em frente ao seu negócio. “Por estarmos em uma esquina, não obtivemos a autorização da prefeitura”, explica Ivan Schiappacasse, dono do Pastifício Primo, de Pinheiros. No caso, Schiappacasse iria investir 10 000 reais do próprio bolso.

Fonte: VEJA SÃO PAULO