VALE A VIAGEM

A grandeza de Itu em quinze atrações

Cidade a 100 quilômetros da capital tem um Centro Histórico rico, atividades para crianças e até tour em uma cervejaria

Por: Fábio Galib - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Esqueça aquele velho clichê de “cidade onde tudo é grande”. De fato, Itu ainda preserva na Praça da Matriz o icônico orelhão gigante e esse apelo movimenta no entorno as lojinhas de souvenires cheias de lápis, notas de real e cotonetes imensos. Mas o destino, a 100 quilômetros da capital, se notabiliza por outros predicados.

A cidade era uma das vilas mais ricas de São Paulo no fim do período colonial e ganhou o título de Berço da República ao sediar a reunião que ajudou a pôr fim ao período monárquico. Lá estão bonitos largos, igrejas, museus e casarios que remetem a cidades históricas mineiras. O lugar também está repleto de antiquários que pedem uma visitinha, nem que seja só para ver os incontáveis móveis e objetos religiosos de tempos passados. Para além do Centro, os atrativos se expandem à área rural, com suas fazendas dedicadas ao café e ao chocolate, algumas delas datadas do século XVII.

Para quem parte da região metropolitana rumo a Itu, o trajeto em si já pode se transformar em passeio: vale trocar a monótona Rodovia Castello Branco pela Estrada dos Romeiros, que tem início em Barueri. Aberta pelos bandeirantes, ela segue as curvas do Rio Tietê e rende belíssimas paisagens – o trecho entre Cabreúva e Itu, batizado de Estrada-Parque, é considerado Parque Nacional.

Confira abaixo quinze lugares para visitar em Itu:

Passeios no Centro Histórico

Igreja de Nossa Senhora do Carmo: A igreja, uma das mais icônicas de Itu, tem forro pintado a óleo pelo Padre Jesuíno do Monte Carmelo. Também chamam atenção as seis imagens dos altares laterais, entalhadas no Rio de Janeiro, que representam os passos da Agonia de Cristo. Construída em 1719, seu conjunto arquitetônico compreende ainda um convento de freis carmelitas. Endereço: Praça da Independência, s/nº | Telefone: (11) 4023-1919. 8h/12h e 13h/19h (sáb. 8h/11h; fecha dom., seg. e sex.).  

Igreja Nossa Senhora da Candelária: Também chamada de Igreja Matriz, a construção de 1780 teve sua fachada reformada por Ramos de Azevedo no fim do século XIX. Seu interior, em processo de restauração, guarda um importante acervo do barroco paulista, composto de obras de José Patrício da Silva, do Padre Jesuíno do Monte Carmelo e de Almeida Júnior. Parte dessas relíquias compõe a exposição "Tesouros da Matriz de Itu", bem próximo dali, na Casa da Praça (Praça Padre Miguel, 56). Endereço: Praça Padre Miguel, s/nº | Telefone: (11) 4022-0819 e 4023-0638. 8h/12h e 14h/18h30 (fecha sex.).

 

+ Águas de São Pedro: banhos termais e boa gastronomia

+ Pedreira: a cidade a porcelana

Igreja do Senhor Bom Jesus: Foi erguida no mesmo lugar onde existia a capela do século XVII que, durante muitos anos, serviu como Matriz de Itu, e tem fachada inspirada na Basílica de São João de Latrão, em Roma. Difícil não se deslumbrar com o zimbório do altar lateral, cujos vitrais coloridos criam um contraste entre o azul celeste e o vermelho fogo. Ao centro, há uma representação do Sagrado Coração de Jesus. Endereço: Praça Padre Anchieta, s/nº | Telefone: (11) 4022-3871. 7h/12h30 e 13h30/19h.

Vale a viagem Itu
Detalhe da Igreja do Senhor Bom Jesus: vitrais coloridos iluminam o zimbório (Foto: Fábio Galib)

Igreja do Patrocínio: Idealizada pelo Padre Jesuíno do Monte Carmelo, devoto de Nossa Senhora do Patrocínio, a igreja do início do século XIX abriga o túmulo de Madre Maria Theodora Voiron. À religiosa, de origem francesa, são atribuídas inúmeras graças e seu processo de beatificação está em andamento. A visita guiada pode ser estendida ao colégio anexo, cujo bonito pátio abriga uma centenária mangueira. Endereço: Praça Regente Feijó, s/nº | Telefone: (11) 4013-7040 e 4013-7048. 9h/12h e 14h/17h (fecha seg.).

Museu Republicano "Convenção de Itu": O museu é mantido pela USP no prédio em que se deu a primeira convenção republicana do Brasil, em 1873, que reuniu 133 paulistas, a maioria de cafeicultores, e que rendeu a Itu a alcunha de “Berço da República”. A coleção exposta ali abrange mobiliário, documentos e textos sobre a chamada Primeira República. Endereço: Rua Barão de Itaim, 67 | Telefone: (11) 4023-2525. 10h/17h (fecha seg.). Grátis.

Museu da Energia: No início do século XX, o prédio abrigou a primeira companhia de distribuição de energia elétrica na região, a Companhia Ituana Força e Luz. Restaurado, exibe suas características originais, a exemplo da fachada de azulejos portugueses. Aparelhos antigos, maquetes de casas e relógios de força mostram os usos e costumes anteriores e imediatamente posteriores à implantação da eletricidade, no período de 1850 a 1950. Endereço: Rua Paula Souza, 669 | Telefone: (11) 4022-6832. 10h/17h (fecha seg.).  Ingresso: 4 reais.

Fábrica São Luiz: Foi a primeira indústria a vapor do estado, de 1869. Convertido dez anos atrás em espaço para eventos, ainda preserva os detalhes da arquitetura original, como a grande caldeira, datada de 1866, e as paredes de tijolos aparentes aos moldes das construções inglesas da era industrial. Tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat) e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o endereço abriga nos fundos uma pequena fábrica de carrinhos de rolimã. Endereço: Rua Paula Souza, 492 | Telefone: (11) 4013-4554. 8h/18h. Grátis.

Natureza e aventura

Fazenda do Chocolate: A fazenda histórica ganhou esse nome graças à pequena produção de chocolate que ocorre ali, mas seus atrativos vão além dos docinhos de cacau. Ponto de apoio dos bandeirantes em suas viagens às margens do Rio Tietê, ela mantém algumas construções coloniais do século XVII, como a casa-sede e a senzala, hoje ocupadas por lanchonetes e lojinhas, bem como um viveiro de bichos como pavões, araras, lhamas e ovelhas. Nos fins de semana, são promovidas atividades como passeio a cavalo (42 reais, uma hora) e visita à fábrica de chocolate, que começa em uma estufa de cultivo de cacau e termina com a degustação dos quitutes (24,90 reais por pessoa). Endereço: Estrada-Parque, km 90 | Telefone: (11) 4022-5492. 8h30/18h. www.fazendadochocolate.com.br

Fazenda Santo Antônio da Bela Vista: Do Cafezal ao Cafezinho. É esse o nome do passeio proposto por Bebel Arruda, engenheira agrônoma e proprietária da fazenda. Como o nome sugere, o programa, que toma uma manhã inteira, contempla todas as etapas que compõem o ciclo do café, incluindo colheita, secagem, beneficiamento e torra. Pagam-se R$ 80,00 por pessoa, com direito a café da manhã e almoço típicos de fazenda. Endereço: Rodovia do Açúcar, km 28 | Informações e agendamento: (11) 4023-1335/ 97409-2044 ou bebelcafe@uol.com.br.

+ Embu das Artes: ótimo passeio de um dia

+ Serra Negra: 500 lojas que vendem malhas e artigos de couro

Parque Geológico do Varvito: O varvito que batiza este lugar é uma formação geológica da Era Glacial, que chama atenção pelas camadas de diferentes tons de cinza. Instalado na área de uma antiga pedreira, na zona urbana de Itu, o parque abriga não somente os paredões onde pode-se ver esse tipo de rocha como também bosques, lagos, cascatas e quiosques, totalizando 45 mil metros quadrados. Endereço: Rua Parque do Varvito, s/nº, Nossa Senhora da Candelária | Telefone: (11) 4022-2181. 8h/17h (fecha seg.). Grátis.

Parque Maeda: Tirolesa, arvorismo, pesqueiro, piscinas com toboáguas... Vale reservar o dia para curtir sem pressa o Parque Maeda. O visitante escolhe se quer pagar por atração ou então comprar o passaporte, que custa 80 reais e dá direito a várias delas (crianças de 5 a 10 anos pagam 60 reais). Supermovimentado nos fins de semana, o lugar dispõe também de pousada, restaurante e um jardim japonês. Espaço dos mais aprazíveis, ele tem 16 mil metros quadrados de plantas, espelhos d'água e outros elementos que remetem ao Japão. Para chegar ao jardim, que é um dos maiores do Brasil, os visitantes têm como opção um passeio de trenzinho ou de teleférico. Endereço: Rodovia Santos Dummont, quilômetro 18 | Telefone: (11) 2118-6200. 9h/16h (7h/18h para a pesca).

Comer, beber e comprar

Steiner (Bar do Alemão): Aberto em 1902 como padaria pelo imigrante Max Steiner, o endereço só se tornou restaurante na década de 40. Curiosamente, ganhou fama por um prato de estilo italiano, o filé à parmigiana. Grandalhão, o bife empanado vem mergulhado em muito molho de tomate, ao lado de arroz (R$ 159,00, para quatro pessoas). Colunas de madeira escura, mesas cobertas por toalha branca e pesadas cadeiras acolchoadas compõem o ambiente, tradicionalista como o serviço feito por uma brigada das antigas. Endereço: Rua Paula Souza, 575, centro | Telefone: (11) 4022-4284. 11h30/23h (fecha seg.).

Vale a viagem Itu
Steiner (Bar do Alemão): na ativa desde 1902 (Foto: Fábio Galib)

Gamela: A diminuta cafeteria elabora seu bom expresso (R$ 3,50) com grãos da Fazenda Santo Antônio da Bela Vista, pertencentes aos mesmos proprietários. Tem ainda um cappuccino igualmente feito no capricho (R$ 4,50) e, para acompanhar, doces, compotas caseiras, biscoitinhos e uma ótima balinha de café. Endereço: Rua Paula Souza, 547, centro | Telefone: (11) 4023-1335. 8h/18h (dom. a partir das 9h; fecha seg.).

Tour Brasil Kirin/Empório: Feito somente com agendamento, o passeio pela fábrica de bebidas tem duração média de duas horas e custa 10 reais por pessoa. O visitante conhece a estação de tratamento de água, o laboratório e o setor onde são engarrafados cervejas, sucos e refrigerantes. O tour é finalizado com degustação de chope direto do tanque da fábrica. No empório, instalado no estacionamento, é possível comprar as bebidas do portfólio da Brasil Kirin, que inclui marcas como Eisenbahn, Baden Baden e Devassa, bem como copos, camisetas e outros souvenires. Endereço: Rodovia Marechal Rondon, km 111, via Lateral | Agendamento: www.brasilkirin.com.br ou brasilkirintour_sp@brasilkirin.com.br. Telefone: (11) 4022-9554. 9h/19h (sab. até 13h). 

Antiquários: Uma cidade com tanta história tem antiquários recheados de bons achados, apesar de nem sempre baratos. A rua Paula Souza, no centro, concentra boa parte deles, caso do Lila, aberto desde 1965 em um casarão com quase 200 anos. Neste, encontram-se cristaleiras, cadeiras, mesas, telefones antigos e itens religiosos, incluindo aí um belíssimo altar barroco do século XVIII. Endereço: Rua Paula Souza, 607, centro | Telefone: (11) 4022-0288. 9h/18h (sáb. e dom. a partir das 11h; fecha seg.). 

Onde ficar

Fazenda Capoava – Acesso pelo km 89,9 da Rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto | Telefone: (11) 2118-4100 | www.fazendacapoava.com.br

San Raphael Country Hotel – Avenida Tiradentes, 2223 | Telefone: (11) 4813-8877 | www.sanraphaelcountry.com.br

Hotel Vila do Conde – Rua Doutor José de Paula Leite de Barros, 164, Centro | (11) 4022-2858 | www.viladoconde.com.br

Fonte: VEJA SÃO PAULO