Cidades

31 coisas que só quem é de Santana vai entender

Os bolinhos de carne do Bar do Luiz Fernandes, a pizza 24 horas da padaria Century, o trânsito na Rua Voluntários da Pátria...

Por: Tatiane Rosset - Atualizado em

Santana
Vista panorâmica de Santana: um mar de prédios (Foto: Fernando Moraes/Folhapress)

Um bairro com jeitão de cidade pequena: este é Santana. Quem mora por lá sabe que sair na rua sem estar minimamente apresentável é um convite ao encontro com algum conhecido na padaria, no mercado... – assim, coisa do interior mesmo.

Mas se engana quem acha que isso é ruim. A apenas 7 quilômetros do centro, Santana tem toda a estrutura da cidade grande com a tranquilidade da Serra da Cantareira. Por isso, selecionamos 31 coisas que só quem é de lá vai entender, das comidinhas espalhadas pelo bairro até as rivalidades entre colégios. Confira:

1)      Basta meia hora no carro para chegar a um dos lugares mais bonitos do estado: a Serra da Cantareira, um refúgio verde pertinho da capital.

2)      Por falar em carro, Santana tem um pequeno probleminha: o trânsito dentro do bairro irrita muita gente.

3)      É bom evitar a todo custo, por exemplo, a Rua Voluntários da Pátria. Não importa o dia e o horário, ela vai estar parada e você vai precisar cortar caminho por dentro do bairro – coisa que só quem mora por lá de fato sabe.

4)      Pelo menos os moradores têm duas estações de metrô bem próximas de casa: a Jardim São Paulo, mais tranquila, e a Santana, ideal para quem pega ônibus.

5)      Aliás, fica o pedido: prefeito, as linhas de ônibus que passam pela Zona Norte poderiam das menos voltas na cidade, não é mesmo?

Avenida Brás Leme - 2196a
A Avenida Bráz Leme: um dos lugares preferidos para uma boa corrida (Foto: Raul Zito)

6)      Se você está de fazendo dieta, é bom ficar longe de Santana: a área é um convite para os glutões e um pecado para quem faz o estilo saudável.

7)      Você nunca verá tantas padarias gostosas no mesmo lugar. Seu paladar dificilmente resistirá aos docinhos e salgadinhos vendidos por elas.

8)      Comer pizza de balcão na Padaria Century (aberta 24 horas) de madrugada é de lei. Quem mora por ali, sabe que é para lá que você vai quando a fome aperta no meio da madrugada.

9)      Você também nunca viu tantos rodízios japoneses. São vários, para todos os gostos, bolsos e preferências – no entanto, nem todos são bons.

10)     E o bairro possui duas vias tradicionalmente botequeiras muito próximas: a Engenheiro Caetano Alvares e a Luis Dumont Vilares, a famosa “Avenida Nova”.

Copa de Petiscos - Bolinho de carne
O bolinho de carne do Luiz Fernandes: um clássico (Foto: Fernando Moraes)

11)   Além de contar com o já famoso (e sempre lotado) Bar do Luiz Fernandes. Ô Eduardo, desce mais uma porção de bolinho de carne aqui no balcão!

12)   São tantos “disque pizza” em Santana, que nas noites de sexta-feira é possível sentir o cheiro do fogão à lenha no ar.

13)   Mas, se você está procurando por algo mais elaborado, sem problema: pode apostar nas massas da Jullia, sempre quentinhas e gostosas.

Jullia Pizza Bar
As pizzas da Jullia: sempre gostosas e quentinhas (Foto: Divulgação)

14)   Depois de comer tudo isso, você pode ir correr e queimar calorias na própria Engenheiro ou na Braz Leme.

15)   Uma coisa que muita gente não sabe é que Santana cresceu torta: o bairro expandiu tanto nos últimos anos, que algumas ruas acabaram ficando meio para o lado quando deveriam ser retas. Coitados dos taxistas da Zone Oeste.

16)   Ainda é possível encontrar algumas casinhas escondidas em ruas menores, mas são os prédios monumentais que dominam o visual do bairro. O estilo neoclássico está com tudo!

17)   Como toda boa cidade do interior, Santana exibe bons colégios: os mais famosos são o Colégio Imperatriz Leopoldina, um gigantesco Salesiano e o Mazarello – além dos tradicionalíssimos Colégio Santana e Colégio SAA. 

Santana Parque Shopping
Shopping Santana Parque: cinema UCI é boa opção na região (Foto: Mario Rodrigues)

18)   Inclusive, reza a lenda que existe um túnel secreto que conecta o Mazarello (de freiras) ao Salesiano (de padres) – pessoal é mente suja mesmo.

19)   E os alunos do CIL (como é conhecido o Colégio Imperatriz Leopoldina) e do Salesiano estão num constante estado competitivo.

20)   Por sinal, quem estudou no CIL já foi vítima de algumas das piadinhas de duplo sentido atribuídas ao nome da escola.

21)   Ah, e o mais divertido: o CIL é famoso no pedaço por ser um colégio alemão. Ali, a língua germânica começa a ser aprendida muito antes do inglês.

22)   É bom ser criança no bairro: você quase não usa o telefone de casa porque o seu melhor amigo mora a uma quadra de distância.

Shopping Center Norte
Center Norte: o shopping mais antigo da região Norte (e o mais lotado) (Foto: Divulgação)

23)   O shopping mais próximo da sua casa é o Center Norte – o que é bom, se você gosta de perder três horas da sua vida na fila do Outback (ou do estacionamento).

24)   Mas o cinema do Santana Parque ainda é melhor (e menos cheio!)

25)   O Lar Center, um shopping exclusivamente de móveis, conta com uma sala VIP recém-inaugurada que não deixa a desejar àquelas do shopping Cidade Jardim.

26)   Não quer ir no shopping para comprar um modelito para balada? Sem problemas! Basta dar um pulo em algumas das lojas da Rua Pedro Doll ou na próprioa Voluntários da Pátria (quem mora em Santana sabe quem tem lojas na via que são MUITO boas).

Jorge Alex - loja Santana
A loja da Jorge Alex em Santana: moda nos pés (Foto: Divulgação)

27)   Também dá para comprar sapatos incrementados na loja especializada Jorge Alex.

28)   Uma coisa que a gente detesta? Quem fala que mora em Santana quando na verdade não é de Santana. Por exemplo, pessoas do Mandaqui (até você receber uma conta e descobrir que, ops, na verdade você também não mora exatamente em Santana). 

29)   E o barulho do gerador do Hospital São Camilo quando acaba a luz na Rua Voluntários da Pátria.

Shopping Lar Center
O Shopping Lar Center, exclusivamente de móveis: cinema com sala VIP (Foto: Divulgação)

30)   E o mais irritante: quando quem vai ao hospital insiste em parar em lugar proibido na Rua Doutor Guilherme Cristoffel, uma via pequena de duas mãos que está constantemente parada por esse motivo.

31)   Mas, é principalmente irritante que falem mal desse bairro maravilhoso de São Paulo <3

Fonte: VEJA SÃO PAULO