PASSEIOS

Dez lugares para conhecer no bairro Santa Cecília

Selecionamos alguns bares, restaurantes e lojas de decoração imperdíveis da região 

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Festa Junina Minhocão
Minhocão: ponto de encontro, festinhas e piqueniques  (Foto: Divulgação)

Com a chegada de estabelecimentos, Santa Cecília entrou em um processo de repaginação. O bairro ganhou ar moderninho, alimentado por iniciativas de jovens empreendedores. As novidades tem atraído cada vez mais aqueles que buscam por alternativas fora do circuito. Quem vai desbravar a região não pode deixar de lado alguns dos pontos clássicos. Selecionamos dez lugares que precisam estar em seu roteiro por ali. Confira: 

1 - Esquina Grill do Fuad

Esquina Grill do Fuad
Esquina Grill do Fuad: caldinho de feijão para aquecer (Foto: Divulgação)

Localizado na Rua Martim Francisco, o tradicional boteco tem diversas imagens do fundador Fuad Sallum (1937-2013) penduradas na parede do salão. A picanha saralho (com sal grosso e bastante alho) merece ser provada. Horário de almoço vai das 11h30 às 2h (o almoço é servido até às 17h30). 

2 - Pair

Inaugurada em agosto de 2015, a loja descolada de design instalada na Rua Barão de Tatuí, 195, tem como marca registrada os seus produtos na cartela de cores preto & branco, que segue a tendência chic minimalista. Os preços podem ser salgados, mas vale a visita. Eles vendem produtos de marcas como Alexandre Herchcovitch, Reinaldo Lorenço, Talie NK, Beira, entre outras. Funciona de segunda à sexta, das 10h às 19 h. Aos sábados, das 11h às 17 h. 

3 - Holy Burger

Holy Burger
Holy Burger (Foto: Ricardo d'Angelo)

A lanchonete atraiu cerca de 8 000 clientes neste mês à Rua Doutor Cesário Mota Júnior. No delivery, foram aproximadamente 5 000 hambúrgueres vendidos. O estabelecimento faz sucesso, ou seja, é provável que você tenha que encarar uma fila de espera para poder provar um dos hambúrgueres da casa. 

4 - Armazém Alvares Tibiriçá

Armazém Alvares Tibiriçá
Armazém Alvares Tibiriçá: endereço rústico e animado (Foto: Mario Rodrigues)

O espaço rústico e animado, inaugurado pelo empresário Tibiriçá Martins, faz parte da leva de novos empreendimentos no bairro. Esse foi inaugurado no fim de 2014. 

5 - Conceição Discos

Conceição Discos & Comes
No salão, a lateral é tomada por LPs, todos à venda (Foto: Fernando Moraes)

Em julho de 2014, surgiu nas imediações o estabelecimento, que é uma mistura de café, restaurante e loja de vinis. Os clientes podem ouvir discos abertos, que também estão à venda. 

6 – Beluga

Beluga
Propositalmente minimalista, a cafeteria não tem frescuras no ambiente (Foto: Fernando Moraes)

Dê uma passada no café Beluga. O visual é bem simples, mas charmoso. Por exemplo, as tortinhas são servidas dentro de um coador de papel. De segunda a sábado, das 10h às 19h. 

7 - Minhocão

Minhocães
Minhocão: vira um parque quando a passagem de carros é proibida  (Foto: Alessandra Haro)

De segunda a sexta, a via fecha para carros das 21h30 às 6h30. Aos sábados, a partir das 15 horas. Nesses momentos sem automóveis, os pedestres podem invadir o asfalto e desfrutar do espaço. Ali rolam  festinhas, passeios de bike e piqueniques. Vale a visita!

8 - Studio Bergamin

studio bergamin
Bergamin, em sua loja de design: fuga das áreas tradicionais (Foto: Fernando Rodrigues)

Outro ponto para quem gosta de visitar lojas de decoração é o Studio Bergamin, de objetos garimpados pelo arquiteto Alexandre Bergamin. O espaço abriu em 2012, na Rua Barão de Tatuí.

9 - Coconut

Com a sua calçada da fama, a casa Coconut tem catorze salas individuais de videokê. Um dos atrativos é o horário. Nas sextas e sábados, o serviço funciona das 18h às 6h. De domingo a quinta, vai até as 4 da manhã. Custa 20 reais por pessoa e algumas salas suportam até quarenta pessoas.

10 - Paróquia de Santa Cecília

Igreja de Santa Cecília
Imagem de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, pintada por Benedito Calixto, na Igreja de Santa Cecília (Foto: Elton Melo)

A bela igreja conta com uma obra de Nossa Senhora da Imaculada Conceição pintada por Benedito Calixto e tem um órgão de mais de 100 anos que foi instrumento da pianista Guiomar Novaes.  

+ 25 motivos para amar Santa Cecília

+ Tradicional bairro de Santa Cecília ganha novos espaços culturais

Fonte: VEJA SÃO PAULO