Pula-pula da 32ª Bienal reabre para público após manutenção

Assinado por José Bento, o trabalho passou por reparos por conta de uso intenso do público

A obra Chão, de José Bento, uma das grandes atrações da 32ª Bienal, foi interditada no último final de semana para manutenção. O trabalho consiste na verdade em um pula-pula, que precisou de reparos por conta do uso intenso do público.

+ Galeria: artistas brasileiros da Bienal que vale ficar de olho

Na última sexta (14) pela noite, foram desativadas duas áreas pequenas da obra e, no sábado (15), uma terceira área maior. Localizado no segundo piso do Pavilhão da Bienal, o trabalho já foi inteiramente restaurado e, a partir desta terça (18), voltou a pleno funcionamento.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s