Personalidades contam histórias engraçadas de puladas de cerca

Fafá de Belém, Vampeta, Walério Araújo e outros relatam divertidas histórias de traição

Confira abaixo histórias de traição contadas por famosos:

“Um amigo integrante de uma banda de rock famosa traiu a mulher há doze anos. Há um mês, ele a reencontrou ao lado de uma menina de 11 anos. Ficou branco, com medo de ser o pai da garota. Mas era uma sobrinha da amante. Para comemorar, ele ficou com ela novamente.”

Anderson Noise, DJ

+ Traição à paulistana

+ Circuito discreto: os endereços preferidos de quem pula a cerca

+ Flagrantes 2.0: as novas ferramentas para descobrir a traição

+ Muito medo e pouca culpa: a traição nos divãs de São Paulo

+ Em vídeo: as tecnologias utilizadas por detetives contra as puladas de cerca

+ Conte a sua história de traição e concorra a duas telas do artista Ivald Granato

“Ao ver o vídeo do cruzeiro de umas tias velhas pela Patagônia, uma amiga reconheceu seu namorado lado da ex-mulher dele. Aliás, em uma cena o cafajeste aparecia servindo vinho tinto para uma de suas tias. Completamente possessa, ela ligou dizendo que desconhecia que ele era fã dos vinhos chilenos. O cara percebeu na hora a mancada que deu.”

Fafá de Belém, cantora

“Eu tinha uma namorada, mas estava de paquera com outra menina. Então, na final de um campeonato de futebol do meu clube, chamei a número 2. Era final da adolescência. No meio do jogo, percebi que a minha oficial também estava na arquibancada. Resumo: joguei nervoso e saí correndo para não encontrar nenhuma das duas. Ambas brigaram comigo e acabei sozinho.”

Marcelo Fernandes, restaurateur

“Um marido chegou à minha clínica bravo porque tinha visto a mulher entrar com um rapaz. Minha recepcionista me ligou contando que esse senhor estava subindo às salas de consulta. Peguei o amante da cliente e o coloquei dentro de um armário do consultório vizinho. O marido não pegou a mulher no flagra, mas ela nunca mais voltou ao meu consultório. Será que ela passou os cremes que prescrevemos?”

Ligia Kogos, dermatologista

“Eu nunca traí nem fui traído, pois curto minha vida de solteiro. Não tem coisa melhor do que ser assim. Mantenho o mesmo telefone há quinze anos,  então as mulheres conhecem o meu número. De vez em quando sobram uns rebotes e a gente atropela, sou um solteiro convicto.”

Vampeta, ex-jogador de futebol

Walério Araújo

Walério Araújo

“No dia do meu aniversário, peguei meu namorado aos beijos com outro na boate onde fomos comemorar. Chorei de ódio e bati a porta da cabine na cabeça dele. Foi bom. Terminei na hora e tive a certeza de que não era a pessoa certa.”

Walério Araújo, estilista

Washington Olivetto - 2230

Washington Olivetto – 2230

“Um amigo tinha um restaurante na Rua Bela Cintra e me fez assistir a uma cena. Às 12h15 de uma sexta-feira, um homem chegou com uma mulher. Ele tomou dois bloody mary e comeu meio buffalo steak. Trocou carinho com a companheira e pagou a conta. Saíram por volta das 13h30. Às 14h, ele chegou com uma segunda. Sentou-se na mesma mesa, além de beber e comer a mesma coisa do almoço anterior.”

Washington Olivetto, publicitário

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s