Destaques de segunda (29) na Mostra Internacional de Cinema

Selecionados para a edição mais recente do Festival de Cannes, os dramas <em>Na Neblina</em> e <em>Um Alguém Apaixonado</em> serão exibidos hoje

Veja dez boas opções para a última semana da 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Clique aqui para conferir a programação completa do dia, fique atento às alterações da Mostra, saiba os horários de abertura das bilheterias e veja mais dicas no blog do crítico Miguel Barbieri Jr.:

A BOA DE HOJE

NA NEBLINA (V Tumane, 127min), de Sergei Loznitsa – O novo drama do diretor de Minha Felicidade (2010), exibido na competição do Festival de Cannes deste ano, retrata a busca de dois soldados por um homem acusado de traição, em 1942, durante a ocupação nazista. Cine Sabesp, 21h40

FIQUE DE OLHO

TRANSPAPA (idem, 90min), de Sarah Judith Mettke –  A simpática comédia dramática alemã traz um assunto pesado, porém tratado com leveza e humor. Adolescente de Berlim, Maren quer saber quem é seu pai. Eis, então, que sua mãe revela um segredo guardado há anos: ele mudou de sexo e vive em Colônia. A menina faz as malas e se manda para lá. Embora estranhos um ao outro, pai (ou mãe?) e filha vão se entender sem forçar a barra no sentimentalismo. Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 1, 14h

O GEBO E A SOMBRA (idem, 91min), de Manoel de Oliveira. Aos 103 anos, o diretor português é um dos nomes mais queridos entre os freqüentadores mais assíduos da Mostra. O seu novo longa, que estreia hoje no evento, competiu no Festival de Veneza deste ano. Na trama, o retorno de um filho ausente muda a vida de uma família. Cinemateca – Sala BNDES, 17h

A Bela que Dorme

A Bela que Dorme

A BELA QUE DORME (Bella Addormentata, 115min), de Marco Bellocchio – O diretor de Vincere (2009) encena os últimos dias de vida de Luana Englaro, que viveu em estado vegetativo por 17 anos. A decisão de por fim à vida da mulher chocou a opinião pública italiana. Competiu no Festival de Veneza deste ano. Cine Sabesp, 17h50

A Feiticeira da Guerra

A Feiticeira da Guerra

A FEITICEIRA DA GUERRA (Rebelle, 90min), de Kim Nguyen. Depois de ter sua vila queimada por rebeldes e seus pais assassinados em uma guerra civil na África, a menina Komona é levada para a floresta para lutar como uma criança-soldado. Procurando por abrigo no meio do horror, ela se apega a um garoto um pouco mais velho com cabelos brancos que ela chama de “Mágico” e acaba se apaixonando. Rachel Mwanza venceu o prêmio de melhor atriz na edição deste ano do Festival de Berlim. Cinemark – Shopping Cidade Jardim 6, 19h

APRÈS MAI (idem, 122min), de Olivier Assayas – No início da década de 70, Paris ainda vivia a ressaca do histórico maio de 68. Nesse cenário turbulento de revoltas estudantis, o diretor Olivier Assayas (Horas de Verão) aborda a vida de um jovem, dividido entre o engajamento radical e as aspirações artísticas. Os romances, porém, o levam à Itália e, depois, a Londres. Chegará, então, o momento decisivo de sua trajetória errante. Cinemark – Shopping Metrô Santa Cruz, 21h

O Sorriso do Chefe

O Sorriso do Chefe

O SORRISO DO CHEFE (Il Sorriso Del Capo, 75min), de Marco Bechis – O diretor chileno do drama Terra Vermelha (2008) analisa a forma como o cinema foi usado na estratégia de propaganda do ditador italiano Benito Mussolini (1925-1943). O documentário é baseado nos arquivos do Instituto Luce, criado por Mussolini para divulgar a filosofia fascista. Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 4, 21h10

LIKE SOMEONE IN LOVE_Rin Takanashi © Eurospace

LIKE SOMEONE IN LOVE_Rin Takanashi © Eurospace

UM ALGUÉM APAIXONADO (Like Someone in Love, 109min), de Abbas Kiarostami – Depois de fazer uma viagem a Itália em Cópia Fiel (2010), o diretor iraniano vai ao Japão para, numa homenagem ao cineasta Yasujiro Ozu (1903-1963), filmar os encontros e desencontros entre uma jovem, seu namorado violento e um escritor idoso. Competiu este ano em Cannes. Reserva Cultural 1, 21h50

Imperdoável

Imperdoável

IMPERDOÁVEL (Impardonnables, 113min), de André Téchiné – Disposto a ficar sozinho em Venezapara escrever seu novo livro,o sexagenário Francis (André Dussollier) desiste do plano quando, na cidade italiana, se apaixona pela bela ex-modelo Judith (Carole Bouquet), que agora trabalha como corretora de imóveis. Após se mudar com a amada para uma ilha, o protagonista fica obcecado em saber por onde ela anda todos os dias. Quem dirige é o francês André Téchiné, de Minha Estação Preferida (1993).  Espaço Itaú de Cinema – Augusta 3, 22h

Os Descrentes

Os Descrentes

OS DESCRENTES (Les Mécréants, 88min), de Mochine Besri –  Em seu primeiro longa-metragem, o diretor marroquino Mohcine Besri aborda um assunto bastante atual: a intolerância dos muçulmanos radicais. Na trama, um grupo de artistas segue para Marrakesh a fim de apresentar seu novo espetáculo. Algo inesperado, porém, ocorre no meio do caminho. Eles são sequestrados por três islâmicos, que não aceitam a forma liberal como vivem. A partir daí, os atores ficam à espera de um telefonema que vai decidir o destino deles. Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 3, 22h20

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s