Destaques de quarta (24) na Mostra Internacional de Cinema

Novo longa de Manoel de Oliveira e o brasileiro <em>O Som ao Redor</em> merecem atenção

Veja dez boas opções para o sexto dia de 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Clique aqui para conferir a programação completa do dia, saiba os horários de abertura das bilheterias e veja mais dicas no blog do crítico Miguel Barbieri Jr.:

+ Confira as alterações na programação da Mostra

A BOA DO DIA

O GEBO E A SOMBRA (idem, 91min), de Manoel de Oliveira – Aos 103 anos, o diretor português é um dos nomes mais queridos entre os freqüentadores mais assíduos da Mostra. O seu novo longa, que estreia hoje no evento, competiu no Festival de Veneza deste ano. Na trama, o retorno de um filho ausente muda a vida de uma família. Cinesesc, 21h30

Perder a Razão

Perder a Razão

FIQUE DE OLHO

PERDER A RAZÃO (À Perdre la Raison, 114min), de Joachim Lafosse – O drama do diretor de Propriedade Privada (2006) abre bem o dia: na trama, Tahar Rahim vive um rapaz que, embora dependente financeiramente de um médico (Niels Arestrup), decide se casar e ter filhos. A partir daí, surge uma série de conflitos. A produção é a candidata da Bélgica a uma vaga no Oscar de melhor filme estrangeiro. Cine Sabesp, 14h

O Som ao Redor

O Som ao Redor

O SOM AO REDOR (idem, 131min), de Kleber Mendonça Filho – Premiado nos festivais de Roterdã e Gramado, onde venceu o Kikito de melhor direção, o primeiro longa de ficção do diretor e crítico de cinema coleciona críticas elogiosas. No roteiro, uma rua de classe média no Recife tem sua rotina alterada quando milicianos passam a oferecer segurança aos moradores. Cinemateca – Sala BNDES, 15h

Em sua Família

Em sua Família

EM FAMÍLIA (In the Family, 169min), de Patrick Wang – Ator e roteirista, Patrick Wang estreia na direção com um assunto atual. Um garoto de 6 anos é criado por seus dois pais homossexuais. Quando um deles morre num acidente de carro, o outro tenta superar o trauma na companhia do filho. Mas o testamento do parceiro revela que sua irmã deverá ser a guardiã do menino. Espaço Itaú – Frei Caneca 5, 17h30

38 Testemunhas

38 Testemunhas

38 TESTEMUNHAS (38 Témoins, 104min), de Lucas Belvaux – O ator Yvan Attal já trabalhou com o diretor Lucas Belvaux no drama O Sequestro de um Herói. Neste intrigante suspense policial, o ator interpreta um operário do porto de Le Havre que decide enfrentar seus vizinhos ao testemunhar sobre o brutal assassinato de uma mulher, ocorrido em frente ao edifício onde mora. Essa atitude, porém, abala seu casamento. Cinemateca – Sala Petrobras, 17h30

A CARA QUE MERECES (idem, 108min), de Miguel Gomes – O diretor português lança este ano na Mostra o ótimo Tabu, que fez sucesso no Festival de Berlim. Na retrospectiva de sua obra (ainda pequena), está em exibição o seu primeiro longa, o raro A Cara que Mereces. Com referências à fábula de Branca de Neve, a trama flagra a crise emocional de um homem de trinta anos. Espaço Itaú de Cinema – Pompéia 9, 17h40

Tubarão

Tubarão

TUBARÃO (Jaws, 124min), de Steven Spielberg – As filmagens foram tumultuadas, mas foi com este nervoso suspense que Steven Spielberg bateu seu primeiro recorde de bilheteria em 1975. Em cópia restaurada, a fita traz Robert Shaw, Roy Scheider e Richard Dreyfuss à caça de um tubarão. Spielberg não foi indicado ao Oscar, porém o filme faturou três estatuetas: melhor som, montagem e trilha sonora. Cinespaço Granja Vianna 1, 21h

Saudações de Tim Buckley

Saudações de Tim Buckley

SAUDAÇÕES DE TIM BUCKLEY (Greetings from Tim Buckley, 90min), de Daniel Algrant – A opção pop do dia: Em 1991, o cantor Jeff Buckley – então um músico desconhecido de Los Angeles – é convidado para participar de um show em tributo ao seu pai, o ícone do folk Tim Buckley. Nos dias que precedem o concerto, Jeff tem que lidar com suas dúvidas e com o legado do pai famoso. Exibido em apresentação especial no Festival de Toronto. Cinemark – Shopping Metrô Santa Cruz, 21h

Reality - JPGE

Reality – JPGE

REALITY (idem, 115min), de Matteo Garrone – Um dos concorrentes mais elogiados da edição deste ano do Festival de Cannes, onde venceu o Grande Prêmio do Júri, o novo longa do diretor de Gomorra (2008) trata de um tema atualíssimo: o impacto provocado pela superexposição na mídia em uma família que decide participar de um reality show. Cine Sabesp, 21h40

Keyhole

Keyhole

KEYHOLE (idem, 93min), de Guy Maddin – Um dos diretores mais excêntricos (e curiosos) em atividade retorna com uma trama a aventura de um gângster dentro de sua própria casa. Com Isabela Rossellini. Espaço Itaú – Frei Caneca 3, 22h10

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s