Cine Olido relembra Joaquim Pedro de Andrade com retrospectiva

Cineasta de <em>Macunaíma</em> completaria 80 anos em 2012

O cineasta Joaquim Pedro de Andrade, morto em 1988, faria 80 anos em 2012. Com uma obra cinematográfica intimamente ligada ao modernismo brasileiro, o diretor é responsável por filmes como Macunaíma (1969) e O Homem do Pau Brasil (1981), uma cinebiografia do escritor Oswald de Andrade. São obras que promovem a combinação do humor com a sátira política. A partir desta sexta (5), o Cine Olido relembra o realizador com uma mostra retrospectiva.

+ Os documentários em cartaz

A programação conta com todos seus longas – apresentados em película de 35 milímetros – e curtas-metragens – exibidos em DVD – em versões restauradas.  Entre os mais celebrados, estão O Poeta do Castelo (1959), que traz Manuel Bandeira lendo versos em seu apartamento no Rio de Janeiro, e o divertido Vereda Tropical (1977), esquete do longa Contos Eróticos, no qual o cineasta apresenta um tórrido relacionamento entre um homem (Cláudio Cavalcanti) e uma melancia.

As exibições vão até o dia 11 e custam R$ 1. Clique aqui para ver a programação completa.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s