Chefs badalados cozinham durante a Virada Cultural

Sucesso de público na edição do ano passado, a feirinha gastronômica Chefs na Rua volta ao centro reformulada

Depois da confusão do ano passado, a feira gastronônima Chefs na Rua volta ao centro da cidade durante a Virada Cultural (leia mais). Desta vez, porém, a comilança será em dobro — e e sem intervalo.

A partir das 18h deste sábado (18) até o mesmo horário do domingo (19), feirantes e vendedores ambulantes estarão no encontro do Largo do Tesouro com a Rua Quinze de Novembro, próximo à Catedral da Sé, vendendo comidinhas de rua como pastel, cachorro-quente, sanduíche de pernil e churros.

+ Exclusivo: confira o mapa das barracas e saiba onde estará cada chef

No domingo (19), das 8h às 18h, cozinheiros de restaurantes badalados ocupam a Avenida São Luís com suas especialidades. Para comandar as trinta barracas foram convidados nomes de peso como Jefferson Rueda, do Attimo, e Hugo Delgado, do Obá. As confeiteiras Juliana Motter, da Maria Brigadeiro, e Carole Crema, da La Vie en Douce, também estarão por lá.

 

Marcam presença ainda veterenos deste tipo de evento. Raphael Despirite, do Marcel, vai preparar novamente um hot-dog à moda francesa com molho bechamel e queijo gruyère (R$ 14,00). Esposa de Rueda e chef do Bar da Dona Onça, Janaína Rueda fará um estrogonofe de carne com arroz e batata chips (R$ 15,00).

De forma independente, o tradicional La Casserole (leia mais), no Largo do Arouche, vai servir pratos típicos na frente do restaurante das 19h de sábado (18) às 6h de domingo (19). As receitas custam de R$ 5,00 a R$ 15,00.

Em parceria com o Paribar (leia mais), o barman Kascão Oliveira preparará drinques variados em um bar improvisado na Praça Dom José Gaspar. As bebidas serão servidas das 18h de sábado (17) até as 8h do domingo (18).

+ Mais lugares para matar a fome durante a Virada Cultural

EM TEMPO: a confusão na feira Chefs na Rua do ano passado, que começou com a galinhada de Alex Atala (leia mais), foi “um problema equacional”, de acordo com o secretário municipal de Cultura Juca Ferreira, e que não deve se repetir. Segundo ele, o formato deste ano foi testado no Aniversário de São Paulo, em janeiro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s