VEJA COMER & BEBER Campinas chegas às bancas neste sábado (20)

Guia relaciona 200 endereços gastronômicos de Campinas, incluindo os campeões em dezoito categorias

É com muito orgulho que chegamos à 12ª edição deste especial dedicado ao melhor da gastronomia de Campinas. Nos próximos doze meses, o roteiro vai ajudar você, leitor, a responder com propriedade a essa pergunta, que sempre fazemos ou ouvimos às vésperas de um programa com a família, os amigos ou a dois. Publicado desde 2004, VEJA COMER & BEBER Campinas transformou-se no mais influente guia voltado ao tema na cidade, aguardado por leitores, pelo mercado publicitário e, claro, pelos donos de endereços gastronômicos. Desta vez, elencamos os 200 melhores estabelecimentos entre restaurantes, bares e endereços de comidinhas, que podem ser consultados também a qualquer hora em nosso site. A criteriosa seleção abraça desde os clássicos até as novidades que abriram as portas nos últimos meses, tornando o cenário gastronômico da cidade ainda mais apetitoso. Para chegar aos 200 lugares destacados, uma equipe trabalhou com afinco por dois meses, em uma jornada que incluiu visitas e muitas horas ao telefone para checar o cardápio, os preços e até detalhes como o horário de funcionamento. Paralelamente, como ocorreu nas edições anteriores, um respeitável time de personalidades, boas de copo e de garfo, nos ajudou a compor o ranking dos melhores estabelecimentos em dezoito categorias — do melhor café ao chef do ano, incluindo o prêmio de o melhor restaurante da cidade. Para conhecer o banquete de boas sugestões de Campinas, bem como dos distritos Barão Geraldo e Sousas, basta clicar aqui. Você é o nosso convidado de honra!

Como funcionou a votação?

Para chegar aos vencedores dos dezoito prêmios desta edição, VEJA COMER & BEBER Campinas recrutou 27 moradores com diferentes perfis profissionais. Eles foram distribuídos em três grupos — o primeiro votou na seção de Comidinhas; o segundo, na de Bares; e o terceiro, na de Restaurantes. Os jurados escolheram, em ordem decrescente, os três melhores em cada uma das categorias definidas pela redação. Entre elas, o melhor café, a melhor cozinha de bar, o melhor endereço para comer carnes e o chef do ano.

De posse de todos os rankings dos jurados nas respectivas categorias, a redação atribuiu pontos a cada posição (o primeiro colocado recebeu 5 pontos; o segundo, 2; e o terceiro, 1). A soma deles definiu os três primeiros lugares, todos identificados na revista. Para eliminar os empates, foram adotadas três soluções. O critério inicial foi o número de menções na tabela do júri: ficou à frente o nome lembrado por mais gente. Permanecendo a indefinição, levou-se em conta a posição na tabela — ou seja, o número de vezes em que o local ficou em primeiro, segundo ou terceiro lugar. Quando a questão continuou sem solução, a equipe de VEJA, apoiada em avaliações in loco, aplicou o voto de minerva.

Conheça o júri de VEJA COMER Campinas 2017/2018

Júris que elegeram os estabelecimentos campeões da cidade (Divulgação/Veja SP)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s