As melhores pizzarias da capital

Das tradicionais até as mais recentes, eis uma seleção de dezoito boas casas paulistanas

Que São Paulo é a terra da pizza no Brasil ninguém tem dúvidas. Alguns dos discos feitos na capital são tão bons que não fariam feio nem em Nápoles, cidade italiana berço da receita. Confira 20 endereços para passar bem:

Bráz

Bráz: cobertura de escarola e pancetta (Tadeu Brunelli/Divulgação)

Bráz

A mais recente das cinco unidades fica no Tatuapé. Somam-se à clássica margherita bem-vindas novidades. É o caso da basilicata 101 (R$ 82,00 grande), que é uma releitura inspirada no pão de calabresa da padaria Basilicata. Outra opção é a escarola speciale (R$ 77,oo), com a hortaliça, pedaços crocantes de pancetta e base de mussarela.

Camelo- Jardim Paulista

Uma das coberturas mais pedidas da pizzaria Camelo: a clássica margherita (Gladstone Campos/Veja SP)

Camelo

Queridinha dos paulistanos, a rede tem cinco lojas por aqui e um endereço carioca. É famosa por fazer discos de massa fina como um biscotinho e manter no menu coberturas como a grega, de palmito, azeitona preta e mussarela (R$ 89,00). Sem medo de errar, vá na margherita que sai por R$ 76,00.

Carlos Pizza

A casa continua a ficar lotada como se fosse novidade fresquinha. De Nápoles veio o formato individual do disco e a cobertura sem excessos. Agrada a versão de escarola, duo de queijos (mussarela e parmesão), nozes e raspas de limão-siciliano que chega à mesa quentinha por R$ 34,00.

Cristal: mesmo endereço desde a inauguração (Divulgação/Divulgação)

Cristal

Está no mesmo endereço desde a inauguração, há mais de três décadas. Feita com embutido artesanal, a pizza diavoletti leva calabresa curada, rodelas de tomate, cebola e mussarela (R$ 81,00).

di-fondi-pizza-056-jpg.jpeg

Di Fondi Pizza: o salão com paredes em arco (Ligia Skowronski/Veja SP)

Di Fondi Pizza

Num clima a meia-luz, são servidos discos de inspiração napolitana tanto em tamanho individual quanto em versão grande. A da casa é composta de molho de tomate, calabresa e queijo gorgonzola (R$ 32,00 a individual).

Dona Firmina

Minho: paio crocante ao pesto de couve sobre mussarela (Mario Rodrigues/Divulgação)

Dona Firmina

Quando estreou quatro anos atrás, era uma das pizzarias mais promissoras da cidade. Mais recentemente, arriou um pouco. De qualquer forma, vale provar invenções a minho, de paio crocante ao pesto de couve sobre mussarela (R$ 58,00 individual).

_dan7340-jpg.jpeg

A ópera prima: sempre em versão individual (Ricardo DAngelo/Veja SP)

Fior di Grano

Os discos individuais de farinha italiana e fermentação natural são asssados em forno elétrico de base giratória de pedra. A ópera prima tem tomate, mussarela e ricota de búfala, linguiça e cremes de abóbora e de radicchio (R$ 49,40).

pizza003-jpg.jpeg

Galpão da Pizza: alecrim com mussarela e tomatinho (Fernando Moraes/Divulgação)

Galpão da Pizza

A casa é para quem gosta de ambientes rústicos, de telhas e tijolos aparentes. Os discos de massa média são assados até ficar crocantes. Vão bem coberturas como a de berinjela e mussarela de búfala sobre molho de tomate (R$ 67,00) ou a de alecrim com mussarela de búfala e tomate-cereja (R$ 67,00).

Graça di Napolli

A pecorino fiori: leva alcachofra, palmito, mussarela de búfala gratinada com queijo pecorino, presunto de Parma e alho negro (Fernando Moraes/Divulgação)

Graça di Napolli

Sobre os discos crocantes, no estilo biscoitinho, são montadas coberturas como a burrata al pesto. Esta leva queijo levemente aquecido, tomatinho sweet grape, parmesão e molho pesto (R$ 83,00). Mais elaborada é a pecorino fiori, que leva alcachofra, palmito, mussarela de búfala gratinada com queijo pecorino, presunto de Parma e alho negro (R$ 89,00).

Fru-fru: R$ 46,00 no Eataly (Divulgação/Divulgação)

Pizza di Eataly por Rossopomodoro

Vêm de Nápoles os três profissionais que põem a mão na massa e assam nos fornos a lenha dourados (também italianos) até 400 pizzas ao estilo napolitano por dia.  Uma delas é a fru-fru, pizza oval com três sabores: molho de tomate, mussarela com presunto de Parma e rúcula e também mussarela com ricota e presunto cozido.

Pizzaria 1900

Trent’anni: combinação de shimeji e shiitake refogados, tomate, presunto de Parma, aspargo, parmesão e azeite trufado (Divulgação/Divulgação)

1900

Todas as unidades da rede, uma das maiores da cidade, servem opções como a gratinata (R$ 76,90), de catupiry, provolone e parmesão e a trant’anni (R$ 89,80), combinação de shimeji e shiitake refogados, tomate, presunto de Parma, aspargo, parmesão e azeite trufado.

Pizza da Mooca

A Pizza da Mooca: a quattro stagioni (Divulgação/Divulgação)

A Pizza da Mooca

Eis uma delícia de espaço, representante legítimo da nova fase moderninha da Mooca. O salão pequeno tem filas até durante a semana. Agrada bem aos indecisos a cobertura chamada quattro stagioni: cogumelo seco, margherita, parma e alcachofra (R$ 32,00 a de quatro fatias).

dsc_5762.jpeg

Primo Basílico: ambiente rústico e coberturas caprichadas (Divulgação/Divulgação)

Primo Basílico

Tem ar rústico, que atrai a clientela interessada nas caprichadas opções de cobertura. Há uma versão da carbonara com ovo espremido, pancetta e uma mistura de queijos mussarela, pecorino e grana padano (R$ 84,00). Mais simples é a mussarela, com tomate-cereja e molho pesto de rúcula (R$ 84,00).

Sala Vip - Moema

Sala Vip: novidades constantes (Cida Souza/Divulgação)

Sala Vip

Na dupla de pizzarias paulistanas as novidades são constantes e a massa sempre fininha como biscoito. A que leva o nome pécora tem uma base de queijo de ovelha pela qual se distribuem tomatinho e abobrinha (R$ 79,oo). Já na quatro queijos vai mussarela, catupiry, gorgonzola, parmesão e azeitonas pretas (R$ 79,00).

Speranza Moema detalhe salao da frente

Speranza Moema: toalhas coloridas e pizzas de bordas largas (Divulgação/Divulgação)

Speranza

É uma das pizzarias mais tradicionais da cidade. Em volta de mesas cobertas por toalhas xadrez, famílias e casais compartilham os discos de bordas largas. De cobertura, a de linguiça de javali leva mussarela de búfala (R$79,00)  ou a de mussarela de búfala e manjericão (R$ 75,90).

A Tal da Pizza

A clássica cobertura margherita: para comer com as mãos na ‘A Tal da Pizza’ (Fernando Moraes/Veja SP)

A Tal da Pizza

Como na matriz, na Granja Viana (onde é recomendável fazer reserva), usam-se apenas as mãos para comer. A massa fina e crocante recebe coberturas como a italy (mussarela, rúcula temperada com mostarda de Dijon e mel no molho de mostarda em grãos, tomate seco e queijo cottage) que sai a R$ 108,00 com doze pedaços.

Veridiana

Opção entre as pizzas da Veridiana: a clássica romana (Mario Rodrigues/Veja SP)

Veridiana

Com matriz instalada em um casarão de Higienópolis, o trio de endereços faz coberturas na massa média, como della nona, de calabresa apimentada e mussarela (R$ 79,00).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s