Produtos vencidos estavam em processo de destruição, diz Eataly

Outros estabelecimentos fiscalizados pelo Procon-SP também se defenderam nas redes sociais

Uma vistoria do Procon-SP, realizada entre os dias 8 e 13 de junho e que flagrou problemas com alimentos fora do prazo de validade em 23 estabelecimentos badalados da cidade, tem feito os restaurantes emitirem pareceres em caráter de urgência, a fim de tranquilizarem os seus clientes. Entre outros problemas, a operação encontrou peixes e feijões vencidos na churrascaria Fogo de Chão de Moema, cinco quilos de linguiça fora do prazo no Paris 6 e 130 quilos de Nutella também vencidos no restaurante La Pasta, do complexo Eataly, na Vila Olímpia. 

Em nota através do Facebook, o complexo Eataly – que administra o restaurante La Pasta – afirma que “os produtos estavam em área específica e em procedimento para destruição. Por uma falha humana, esses produtos não estavam com a sinalização correta de descarte, indicando que esse procedimento seria realizado e, por isso, foram detectados durante a fiscalização do Procon-SP”.

 

O Paris 6, bistrô de propriedade de Isaac Azar, também publicou no Facebook esclarecimentos para seus clientes. “O Procon estava certo… Mas cabe a mim, proprietário do PARIS 6, responder como 2 pacotes estavam com validade vencida dentre mais de 500 itens que foram vistoriados. Infelizmente, fui vítima do meu próprio zelo”, disse Azar, que atualmente mora em Miami e alegou que o erro foi dele manter os produtos para experimentação durante sua visita mensal ao local.

O Fogo de Chão alegou que os itens vencidos eram amostras recebidas de fornecedores e iriam para o lixo. O Terraço Itália disse que os produtos encontrados (leite e óleo) estavam abertos e que seriam usados nas preparações diárias, estando dentro da validade.

Na última quinta-feira, em entrevista a VEJA SÃO PAULO, o proprietário do restautante Jardim de Napoli, Toninho Buonerba, foi o primeiro a se manifestar. Ele estava indignado com o resultado de vistoria realizada. “Tenho 60 anos de casa e isso nunca aconteceu”, afirmou Buonerba. “Nossa cozinha está sempre aberta para visita. Foram encontrados dois pacotes de macarrão que venciam no dia da visita dos fiscais.” O empresário disse que irá recorrer da notificação.

O Procon-SP deve divulgar nos próximos dias o resultado final da operação. Todos os estabelecimentos foram notificados e, a partir do recebimento da notificação de infração, têm prazo de 15 dias para se defender  A multa mínima é de 614 reais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s