Hamburgueria New Dog comemora cinco décadas de funcionamento

A partir desta terça (7), dois lanches retornam ao cardápio por trinta dias para celebrar o aniversário

Parte do cenário da Rua Joaquim Floriano, no Itaim Bibi, a hamburgueria New Dog completa nesta sexta (7) meio século de existência. E com sucesso. Por mês, passam por lá cerca de 60 mil clientes.

Para comemorar, a lanchonete, que funciona 24 horas por dia e sete dias por semana, traz de volta ao cardápio dois lanches com generosos hambúrgueres de 200 gramas cada um.

O black aust burger (R$ 39,00), montado no pão preto australiano, leva queijo cheddar, onion rings e maionese da casa com manjericão. O happy new burger (R$ 35,00), com mussarela de búfala e rúcula, vai no pão tradicional.  Os lanches ficam em cartaz por um mês.

Happy New Burger (R$ 35,00): lanche com mussarela de búfala e rúcula (Divulgação/Veja SP)

Para aqueles que preferem a tradição, vale pedir o cheese salada (R$ 26,50), com carne fina e salgadinha, queijo tostado, alface e tomate verde. E muita maionese. De aperitivo, a porção de fritas (R$ 21,90) vai bem para quem não está preocupado com as calorias, assim como o milk-shake de chocolate (R$ 31,90, 700 mililitros), que serve duas pessoas.

50 ANOS DE HISTÓRIA

A hamburgueria do Itaim, hoje instalada em um salão de 1.800 metros quadrados, permanece no mesmo endereço desde a inauguração, em 7 de julho de 1967, onde ficava a casa do próprio dono, Hélio Palermo.

Com o crescimento dos arredores da Rua Joaquim Floriano, a clientela aumentou e o New Dog passou a funcionar por 24 horas. Desde então consolidou-se como o ponto de parada predileto dos baladeiros da região, que costumam passar no local de madrugada para matar a fome antes do retorno para casa. Por volta das 4h30, costuma ter até fila de espera.

Hoje o comando da lanchonete está nas mãos de Adriana Palermo, filha do Seu Hélio, junto dos três irmãos. Ela acredita que o sucesso de tantos anos vem da dedicação do pai, que aos 70 anos “ainda é o cabeça do negócio”. “O meu pai fez a vida inteira dele aqui, ele vive para atender às necessidades dos clientes”, conta.

Em 2004, quando tomaram a frente do negócio, os irmãos Palermo realizaram uma grande reforma no salão, aumentando sua capacidade para atender até 487 pessoas de uma vez. Os dois quiosques que serviam a comida foram substituídos, mas o balcão foi mantido para os clientes mais antigos, que dispensam as mesinhas. O teto da casa também ganhou cores com a pintura do artista plástico Gustavo Rosa, amigo da família.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s