Dez hamburguerias para saborear supervegetarianos

Conheça as lanchonetes que servem opções generosas para a clientela não-carnívora, como o Na Garagem, que prepara um hambúrguer com grãos e cereais

Os hambúrgueres sem carne aparecem nos menus em versões cada vez maiores e mais incrementadas. Quinoa, grão-de-bico, cogumelos e a clássica soja estão entre os ingredientes que compõem supersandubas como o da lanchonete Na Garagem, feito de cereais e grãos. Escolha sua versão preferida:

+ Minilanchonetes ficam famosas por seus sanduíches supercaprichados

+ Onde comer os melhores sandubas da cidade

■  Big Kahuna: feito à base de cogumelos, o hambúrguer vegetariano se adapta a qualquer lanche da casa _a propósito, todos com nomes inspirados no filme Pulp Fiction – Tempo de Violência (1994), de Quentin Tarantino. A substituição, porém, custa R$ 3,00. Há também uma opção fixa no cardápio, o Jack Rabbit Slim’s (R$ 26,80), que leva ainda queijo brie, tomate-caqui, folhas verdes e maionese da casa no pão australiano. 

■  Butcher’s Market: conhecida por servir o lanche mais alto da cidade, o bad mother fucker, a casa nos Jardins também é frequentada por vegetarianos. A eles, é servido o veggie burger (R$ 29,00), cujo hambúrguer é um bem-bolado de lentilha, cebola, cenoura, cogumelo, ovos, nozes e ervas. Sob o pão tradicional, vão queijo mussarela, rúcula, tomate e iogurte com dill. 

■  Hamburgueria 162: por falta de uma, há duas versões para os não-carnívoros. A veggie leva hambúrguer artesanal de abóbora no pão de hambúrguer de beterraba. Para incrementar, coalhada seca temperada, legumes grelhados e salada. O visual e o sabor são arrematados com um disco crocante de parmesão. O trio papa, como o nome sugere, chega à mesa com três mini-lanches. O pão leva espinafre na receita e o hambúrguer é preparado com batata. Acompanham cebola, geleia de framboesa com aceto balsâmico, vinagrete de moyashi e patê suave de gorgonzola. Ambos custam R$ 21,50.

 

■  Lanchonete da Cidade: apreciado por paladares diversos, o quitandinha (R$ 25,00) é um clássico da casa, montado com hambúrguer de 140g feito de cogumelos, legumes grelhados e especiarias no pão preto. O recheio também inclui mussarela de búfala, tomate caqui, rúcula e pesto de manjericão. Pode ser pedido com pão ou apenas com uma salada.

■  Meats: vegetarianos também têm vez na cozinha do chef Paulo Yoller, dono da lanchonete que, neste ano, foi eleita como o melhor hambúrguer gourmet da cidade na edição especial do “Comer & Beber”. Ali, a carne é substituída por falafel, bolinho típico da culinária árabe à base de grão-de-bico. O lanche no pão de hambúrguer acompanha tomate-caqui, picles e molho tahine (R$ 28,00).  

■  Na Garagem: feijão-preto, arroz integral, quiabo, coentro, cebolinha e farinha de aveia. Não, não é um PF. É a receita do hambúrguer vegetariano dessa pequenina casa comandada pelo chef Gilson de Almeida. Montado no pão tradicional ou integral, o sanduba leva ainda alface-americana, tomate, cebola-roxa, molho à base de cenoura e mandioquinha e azeite de manjericão. A fatia de queijo prato é opcional. O preço também uma delícia, R$ 19,00. 

Na Garagem Vegetariano

Na Garagem Vegetariano

■  Nico Hamburgueria: por R$ 28,30 é possível provar o piu piu, a opção vegetariana dessa hamburgueria do Ipiranga. No lugar da carne, uma massa feita de quinoa, coberta com molho de tomate e ricota. Tudo no pão australiano. É possível montar a sua própria versão: o hambúrguer com o pão sai por R$ 22,00; os complementos custam R$ 3,00, em média. 

■  Royal Burger: misturada a legumes grelhados, a  quinoa também compõe a receita do hambúrguer veggie dessa lanchonete do Alto de Pinheiros. Nomeado senna, o lanche é feito no pão integral. O recheio ganha mussarela de búfala, alface, rúcula, tomate seco e molho pesto de manjericão.

■  St. Louis: o salão da hamburgueria dos Jardins é tomado por vegetarianos, que têm o cardápio todo à sua disposição. Basta substituir o hambúrguer tradicional pelo preparado com  cogumelos, arroz integral, proteína de soja, mussarela e aveia. O cliente escolhe o tamanho da massa: 160g ou 220g. A versão veggie é R$ 2,00 mais cara do que a carnívora.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s