Experimentamos a supercoxinha de um quilo da Panetteria ZN

Depois de lançar o desafio de comer um salgado gigante em apenas dez minutos, a padaria vendeu mais de 100 unidades na promoção e 11 delas saíram de graça

A cidade ganhou mais um item para a lista de culinária ogra: a coxinha de um quilo da padaria Panetteria ZN, no Imirim. Dentro de uma estufa, três supercoxinhas chamam a atenção de quem vai em direção às mesas. Uma urna estampa a foto do gerente Wanderley de Souza, que ficou famosa nas redes sociais e indica a promoção para quem conseguir, em 10 minutos, comer todo o salgado. No final da semana, a reportagem de VEJA SÃO PAULO esteve lá para provar o quitute.

Não basta apenas ser rápido nessa brincadeira. É preciso ter estômago. Muito estômago. E nada de frescura. Aliás, com esse calor surreal que está fazendo em São Paulo, é possível que a clientela aventureira não se importe muito com um prato servido morno, quase frio.

A ideia foi do próprio Wanderley. “Uma vez, uma coxinha saiu um pouco maior, aí eu quis uma maior ainda”, revela. Ele apostou alto. Ao chegar na padaria e pedir o hit atual da casa, a anotação da garçonete segue junto de um pergunta com tom de desafio: “Vai querer participar da promoção?” Em caso afirmativo, a cronometragem começa assim que o salgadão começa a ser devorado.

Devido ao sucesso na internet, a produção se antecipou aos pedidos e deixou algumas unidades prontas. Isso diminui o tempo de espera, que pode chegar a quarenta minutos, mas na mesma moeda a temperatura do recheio e a crocância da massa — e haja massa! Desde a primeira mordida, o gosto é de massa crua. O recheio é bem temperado, mas o frango é um tanto seco. Mas quem esperaria algo diferente? Em uma coxinha tão grande, se a massa fosse fina haveria uma explosão do salgado dentro do óleo. Por isso, a experiência só vale como brincadeira, para encarar com plateia e muita, mas muita fome mesmo. 

Para os outros mortais, vale experimentar a versão em tamanho normal (também grande, mas possível de ser mastigada), que custa 5,20 reais. Com recheio mais harmônico e massa na medida certa, não faz feio às coxinhas de padaria que encontramos ao redor de São Paulo.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s