Cake Boss: a vida em São Paulo e a confeitaria que abrirá aqui

Um passeio pela capital com o confeiteiro-sensação Buddy Valastro, que está na cidade para gravar reality show e expandir sua rede gastronômica

Na manhã do último dia 1º, quarta-feira, certo imprevisto atrasou a chegada de um dos chefs internacionais mais queridos dos paulistanos. Na metrópole para um mês de compromissos profissionais, Bartolo Valastro Jr. — que assina Buddy Valastro, mas ficou conhecido na TV pela alcunha de Cake Boss, algo como “chefão do bolo” — chamou atenção na alfândega pelo conteúdo da mala. De Rolex no pulso, trazia mais quatro relógios de grife, o que acionou o alerta-muamba dos fiscais. Foi preciso uma hora de conversa para que as autoridades entendessem que era apenas o estilo extravagante do confeiteiro de origem italiana, nascido em Nova Jersey.

+ Read this piece in English

Às 10 horas, ao dar os primeiros passos pelo saguão do Aeroporto Internacional de Guarulhos calçando um par de sapatos esportivos Louboutin, a cobiçada marca da sola vermelha (pois é, tem para homem), a gritaria era instantânea. “Gente, é o Cake Boss!”, constatou uma jovem, logo multiplicada em mais de 100 figuras ávidas por selfies e abraços.  

O entusiasmo deu ao homem de negócios de 38 anos uma boa amostra do que encontrará em sua estada. Ele reservou julho para pôr a mão na massa em seus três grandes projetos paulistanos. Começa a planejar a abertura da primeira filial de seu restaurante italiano Buddy V’s em 2016. Corre para inaugurar até dezembro a confeitaria Carlo’s Bake Shop, a décima segunda loja da marca, e a única fora dos Estados Unidos.

E, na segunda (6), iniciou as gravações do reality Batalha dos Confeiteiros Brasil, versão de Next Great Baker. O vencedor vai gerenciar sua doceria local durante um ano, com um salário entre 15 000 e 20 000 reais. Produzido pela Endemol Shine Brasil, o programa, com dez episódios, será exibido às quartas, às 23 horas, na Record, com reprise às terças no Discovery Home & Health. A estreia, em 30 de setembro, terá catorze candidatos. Em 2 de dezembro, ao vivo, o dono do show escolherá o vitorioso entre três finalistas.  

Com quatro atrações na TV americana sobre o universo culinário, Valastro foi visto em 220 países e territórios, em 45 línguas. Por aqui, os canais pagos Discovery Home & Health e TLC exibem hoje em dia dois de seus títulos: Cake Boss, sobre os bastidores de seu trabalho à frente do negócio familiar, a rede de confeitarias Carlo’s Bakery, e Kitchen Boss, no qual ensina receitas.

+ O Cake Boss dos casamentos paulistanos

Com 4 milhões de fãs no Facebook e 1 milhão no Instagram, ele costuma arrastar bom público no mundo todo, mas não havia visto ainda algo como a popularidade experimentada na capital paulista, em julho do ano passado. Na ocasião, fãs passaram a madrugada na fila e abarrotaram o Shopping Eldorado a fim de assistir a uma demonstração sua ao vivo de decoração de bolos. Com o show, o trânsito travou na Marginal Pinheiros em pleno domingo. “Eram 10 000 pessoas gritando meu nome. Eu me emocionei e percebi na hora que precisava investir nesta cidade” — palavras do homem visionário, cujo patrimônio líquido é estimado em 10 milhões de dólares.  

A confeitaria no Brasil é fruto de uma parceria com a Casa Bauducco. “Em maio de 2014, tivemos uma primeira reunião em Nova Jersey”, diz Carlo Bauducco, diretor de novos negócios. A marca brasileira entrará com a logística e a infraestrutura, mas não porá seus produtos à venda nas gôndolas. O astro cuida do menu e de reproduzir a “experiência” Carlo’s Bakery. Há planos de expansão na cidade e em outras capitais. “Nos próximos cinco anos, quero cinquenta pontos ao redor do mundo e espero que parte deles esteja neste país”, planeja Buddy.

Até 2018, o chef também será o rosto nos Estados Unidos da grife nascida no Brás. “Vamos abrir nossa primeira fábrica em Miami em 2016, mas ainda neste ano o Cake Boss será o garoto-propaganda dos nossos panetones”, afirma Bauducco.  

+ Cake Boss homenageia o Brasil com bolo carnavalesco

Nas unidades americanas, em cidades como Nova York e Las Vegas, a Carlo’s Bakery tem ares de atração turística, muitas vezes com fila. “Pelo menos 20% de nossos clientes da loja de Nova Jersey são brasileiros”, calcula Mauro Castano, cunhado e braço-direito. Nos próximos dias, os sócios deverão decidir o ponto em São Paulo: por ora, há dúvida entre os shoppings Eldorado e Morumbi. O cardápio deve ser semelhante ao original, com cerca de setenta doces, mas com alguns toques abrasileirados, como os cannoli de brigadeiro. A vitrine pela qual é possível ver os confeiteiros em ação também será reproduzida.   

Cake Boss - reality show Next Great Baker - Batalha dos Confeiteiros Brasil

Cake Boss – reality show Next Great Baker – Batalha dos Confeiteiros Brasil

Enquanto acerta os últimos detalhes da loja, Buddy tem encarado uma jornada de onze horas diárias com Batalha dos Confeiteiros Brasil. “Ele é 100% profissional e 0% estrela. Seu único pedido foi: ‘Não quero folgas neste mês em São Paulo’”, conta Marcello Braga, diretor-geral da Endemol Shine Brasil, que produz a atração.

A maratona de gravações começou na segunda (6) e se estenderá até o dia 31, entre a cozinha de uma universidade na Zona Oeste e os estúdios da emissora da Barra Funda. “Três participantes choraram de emoção assim que ficaram cara a cara com o apresentador”, diz Paulo Franco, superintendente artístico e de programação da Record.

+ Parque da Peppa Pig será atração de shopping da capital

O executivo acompanhou o primeiro dia de filmagens. O americano surgiu às 9 horas com o pessoal da equipe e checou o posicionamento de cada câmera ou bancada. Antes, havia decidido a lista de equipamentos presentes na cozinha e quais seriam os concorrentes, após analisar vídeos de 100 profissionais de confeitarias de todo o país recrutados pela produção (não era possível se inscrever).  

+ Receita de bolo de chocolate do Cake Boss

Por enquanto, Buddy só fala em português expressões básicas como “obrigado” e “boa noite”. Para que a língua não atrapalhe a dinâmica, todos em cena usam ponto eletrônico com tradução simultânea. “Esses candidatos me surpreenderam”, comentou, após o dia no estúdio. O astro sabe o tamanho da chance dos competidores. Ele mesmo ficou famoso após participar de um reality show culinário nos Estados Unidos, em 2009. Saiu derrotado, mas, como era muito carismático, foi convidado a ter seu próprio programa.  

Cake Boss - Buddy Valastro

Cake Boss – Buddy Valastro

Segundo a Record, esse magnetismo pessoal se comprova na rentabilidade. “Minutos depois que o apresentamos na coletiva de imprensa, em fevereiro, o telefone da nossa equipe comercial começou a tocar”, relata Franco. Até agora, foram vendidas cinco cotas de patrocínio, em um valor bruto de 24 milhões de reais cada uma — na prática, entretanto, essa quantia tem descontos de 60% a 70%. Também já se fecharam dez contratos de merchandising, ao custo total de 3 milhões de reais. Estima-se que Buddy leve 30% das ações publicitárias, fora o cachê fixo, incluso no orçamento total de 5 milhões de reais.  

Apesar de ser uma máquina de trabalhar e fazer dinheiro, o chef não perde a simpatia. Faz jus ao apelido “Buddy”, amigão em inglês. Almoça com a turma da produção, a qual chama de “família”, cumprimenta quem encontra pela frente com abraços e recompensa com sorriso largo os pedidos de foto.  

+ 17 dicas paulistanas para sugerir às inimigas

Na quinta-feira (2), VEJA SÃO PAULO acompanhou o confeiteiro do café da manhã ao anoitecer em um roteiro gastronômico pela capital. Primeira parada: a tradicional barraquinha de cannoli de Alexandre Leggieri na Praça Dom Orione, no Bixiga (com direito a uma passada na paróquia Nossa Senhora Achiropita, onde ele acendeu uma vela para a mãe, Mary, que luta contra a esclerose lateral amiotrófica, doença degenerativa incurável), almoço na cantina Spadaccino, na Vila Madalena, sonhos e bolinhos na doceria Dulca da Sala São Paulo. Para terminar o dia, lascas de parmesão acompanhadas de vinho tinto no Terraço Itália, no centro.

Cake Boss - Buddy Valastro

Cake Boss – Buddy Valastro

Experimentou todas as 28 iguarias oferecidas e, sempre cortês, disse que esta- va tudo uma delícia. “Não tenho frescura com comida.” Com os filhos, às vezes vai ao McDonald’s. “Pregar que só devemos consumir pratos saudáveis é algo tão utópico quanto buscar a paz mundial. Alimentação tem a ver com o momento, a companhia e o lazer”, disse, quando o assunto era a bandeira natureba da gastronomia de Jamie Oliver, outro chef pop da TV, que abriu o restaurante Jamie’s Italian na cidade.

Ao saber que o concorrente não compareceu à inauguração da casa em São Paulo, lançou uma alfinetada. “Respeito Jamie, mas só digo o seguinte: eu tenho o sangue italiano, sei o que é a comida deste país, e, quando abrir qualquer negócio aqui, estarei presente.”  

+ Cake Boss posta foto em São Paulo

Antes da final de Batalha dos Confeiteiros Brasil, em dezembro, Buddy volta a São Paulo em agosto. Nos dias 11 e 12, vai estrelar o evento Cake Design/ Expo Brasil Chocolate, no Centro de Convenções Frei Caneca. Fará quatro apresentações e almoçará com dez participantes sorteados. Na mesma semana, gravará um programa que vem sendo mantido sob sigilo: um especial para o canal Discovery Home & Health de uma hora de duração que deverá ir ao ar no início de 2016. Trata-se de um desafio culinário ao lado de outros chefs daqui. Dessa vez, porém, o cenário será o Rio.  

Cake Boss - Buddy Valastro

Cake Boss – Buddy Valastro

Passar o dia com o cozinheiro é sentir- se dentro de um de seus reality shows. A cada hora, algum dos dezoito parentes que trabalham no grupo faz tocar seu iPhone 6, do qual soa em alto volume a canção-tema do faroeste Três Homens em Conflito. Ele combina com o braço-direito Mauro detalhes da viagem ao México em agosto, dá uma dura no cunhado Joe, devido a um projeto de bolo que parecia ter desandado, e daí por diante. “Sou o caçula, mas conduzo os negócios da família por ser um nato resolvedor de problemas.”  

A mulher, Lisa, e seus quatro filhos desembarcarão na cidade na sexta (17). Ficarão com ele até o fim do mês. Um corredor do 13º andar do hotel InterContinental, na Alameda Santos, com três quartos de 60 metros quadrados cada um, está reservado para os Valastro.

Buddy se instalou em uma suíte com uma sala, um banheiro cheio de produtos L’Occitane, arara extra para acomodar as dezenas de camisas e calças de grife, cama king-size, enxoval Trussardi 300 fios egípcios e um menu de travesseiros à disposição. Custa 1 600 reais a diária (ou quase 50 000 reais ao fim da hospedagem) e já foi refúgio de outras celebridades, como o músico B.B. King e a cantora Demi Lovato. “Viajo bastante e acumulei 3 000 milhas de voos no ano passado, mas nunca passei tanto tempo seguido fora de casa.”

+ 16 guloseimas que não deveriam ter saído de circulação

Em conversa informal, perguntou: “Quer dizer que há bons imóveis aqui por 1 milhão de dólares? Quem sabe eu não compre algo em São Paulo para passar mais tempo?”. E continuou, com a simpatia habitual. “Gostei de tudo nesta cidade”, elogia. “O trânsito nem é tão ruim assim.” Ele não é um doce? 

Cake Boss - Buddy Valastro - família

Cake Boss – Buddy Valastro – família

A doce vida

Os ingredientes do fenômeno da TV

Nome: Bartolo Valastro Jr.

Família: nasceu em Nova Jersey, caçula de uma família de classe média com cinco filhos. É casado com Lisa Valastro, 35, e tem com ela os filhos Sophia (12), Buddy Jr (11), Marco (7) e Carlo (4)

Físico: 1,69 metro e 102 quilos

Televisão: tem quatro reality shows: Cake Boss, Kitchen Boss, Batalha dos Confeiteiros e Bakery Boss (por ora, só os dois primeiros estão no ar no Brasil, no Discovery Home & Health e no TLC)

Início na TV: entre 2007 e 2009, participou de três edições do reality show Food Network Challenge, nos Estados Unidos, mas perdeu. Como era o candidato mais carismático, ganhou em 2009 um programa só para ele, o Cake Boss, que já foi ao ar em 220 países e territórios

Fé: católico, vai à missa aos domingos e anda sempre com a medalhinha de Santo Antônio, do qual é devoto

Grifes: ama Gucci, Ferragamo e Chanel. Usa Rolex no pulso e sapatos Louboutin

Fortuna: aparece em listas dos chefs mais ricos do mundo, com patrimônio estimado em cerca de 10 milhões de dólares

Cake Boss - Buddy Valastro

Cake Boss – Buddy Valastro

A fantástica fábrica paulista

Como será a primeira filial da Carlo’s Bakery fora dos EUA

Investimento: 2,5 milhões de reais (em parceria com a Casa Bauducco)

Área: 200 metros quadrados, com decoração praticamente idêntica à da Carlo’s Bake Shop em Hoboken, Nova Jersey, o principal cenário do reality Cake Boss

Coadjuvante: Mauro Castano, braço-direito de Buddy e também conhecido da TV, passará um mês na cidade para treinar a equipe de cerca de cinquenta pessoas em São Paulo. Buddy e sua família já confirmaram presença na festa de inauguração

Cardápio: semelhante ao dos pontos americanos, em média com setenta itens, mas com toques brasileiros como cannoli de brigadeiro e bolo de cenoura

Preços: a estimativa é vender cupcakes ou cannoli a partir de 6 reais. Um bolo confeitado para vinte pessoas custará aproximadamente 120 reais

Lembrancinhas: a loja também vai vender produtos licenciados, como camisetas e aventais

Big Brother: os clientes poderão ver os boleiros em ação por meio de uma vitrine, como acontece em outras unidades

Superbolos: sob encomenda, será possível degustar por aqui os gigantes conhecidos da TV (confira foto na reportagem de obra inspirada no filme Transformers). Serão preparados em uma fábrica da Casa Bauducco, de 300 metros quadrados, em Guarulhos

Cake Boss - Buddy Valastro

Cake Boss – Buddy Valastro

Porções de peso

Os números de produção do reality show que estreia em 30 de setembro na Record

1 tonelada de pasta americana

160 pessoas trabalham no reality

500 fôrmas de bolo

600 quilos de chocolate

400 quilos de farinha

200 moldes para a decoração

5 milhões de reais é o custo da produção

5 cotas de patrocínio foram vendidas

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s