Dez bares para curtir música ao vivo

Uma seleção de endereços que investem numa boa programação musical

Diversos bares da cidade apostam em apresentações de música ao vivo para agitar a noite do paulistano. Mas, qual é seu estilo de música?

Listamos dez ótimos lugares que oferecem shows ao vivo para todos os gostos. Confira a seleção e escolha o seu preferido.

All Black: há quinze anos a cena se repete. Rapazes na casa dos 30 anos e moças perfumadas fazem fila na porta, sobretudo nos fins de semana, para as apresentações de pop e rock. Já dentro do pequeno salão, bebem pints de chopes Guinness e de Old Speckled Hen (R$ 25,00 e R$ 27,00, respectivamente) e paqueram ao som de bandas ao vivo. As poucas mesas são disputadas por quem cansou ou está a fim de petiscar. Entrada: R$ 15,00 a R$ 50,00.

All of Jazz: é um clube de jazz tocado com afinco por Antônio Augusto Deleuse, um apaixonado por esse estilo de música. Combos em diferentes formações, alguns acompanhados por cantores, apresentam-se todas as noites — à exceção dos domingos, quando a casa não abre. Os shows de qualidade fazem o público relevar o desconforto pela proximidade das mesas. Entrada: R$ 10,00. Couvert artístico: de segunda a quarta R$ 25,00, quinta R$ 30,00, sexta e sábado R$ 38,00.

The Sailor - ambiente

The Sailor: shows de pop e rock (Mario Rodrigues)

Bar Brahma: o bar mais turístico da cidade recebe em seu classudo salão com lustres de cristal shows de astros da velha-guarda, como Jerry Adriani e Moacyr Franco. Também concorrida, a varandona é cenário agradável para tomar o chope da marca que dá nome à casa (R$ 9,20). Entrada: R$ 10,00 a R$ 100,00.

Baretto: instalado no Hotel Fasano, o bar é classudo, daqueles para impressionar a companhia. Os altos preços são compensados pelas confortáveis poltronas de couro, pela iluminação calculada, pelo atendimento cortês e pela música ao vivo de boa qualidade. De segunda a sábado, há apresentações de jazz e MPB no centro do salão. Couvert artístico: R$ 50,00.

Bourbon Street: seja no palco principal, pelo qual já passaram lendas como B.B. King, seja com apresentações menores sob a escada que leva ao mezanino, toda noite tem show de altíssima qualidade. Uma plateia mais madura costuma lotar as mesinhas e investe no chope Stella Artois (R$ 10,50), bem como nos destilados em copo alto (a dose do uísque irlandês Jameson sai por R$ 22,00). Couvert artístico: varia de acordo com a atração.

bar brahma

Bar Brahma: samba no centro da cidade (Divulgação)

Casa de Francisca: reaberta essa semana, em novo endereço, no Palacete Teresa Toledo Lara (esquina da Rua Quintino Bocaiuva com a Rua Direita), a casa agora pode receber uma plateia de até 170 pessoas. Os shows intimistas são de gente como Arrigo Barnabé, Tulipa Ruiz e Rômulo Fróes. A maioria do público é formada por casais e costuma pedir uma garrafa de vinho. Couvert artístico: varia de acordo com a atração.

JazzB:  todo descolado, com pé-direito alto e atmosfera industrial, o endereço recebe gente moderna com apresentações de competentes músicos de jazz. Enquanto o som entra pela noite, bebem-se chope Colorado (R$ 12,00, 330 mililitros) e drinques como o gim-tônica (R$ 29,00). Entrada: R$ 25,00 a R$ 45,00.

Madeleine: no ambiente cheio de charme do endereço há paredes de tijolos à mostra, luz indireta e velas nas mesas. Minúsculo, o palco fica junto à entrada e abriga de terça a sábado apresentações calcadas no jazz, que, por vezes, flertam com o pop e a MPB. Casais que buscam mais intimidade podem se refugiar no salão dos fundos ou então na adega, logo abaixo. Couvert artístico: R$ 20,00 a R$ 39,00.

Bourbon Street - Comer e Beber 2013

Show no Bourbon Street: Trombone Shorty em ação (Mario Rodrigues)

The Sailor: do predinho de três andares, o piso térreo é o mais concorrido. Ali, em um palco emoldurado por cortina vermelha, bandas de pop rock botam todo mundo para dançar (e paquerar). O mezanino, de onde também dá para assistir aos shows, funciona como área vip. O último andar é dotado de um terraço com vista para os prediões da Avenida Faria Lima. Entrada: R$ 20,00 a R$ 65,00.

Z Carniceria: nos anos 80 e 90, funcionou no endereço a casa de shows Aeroanta. E o “novo” nome, o proprietário Facundo Guerra pegou emprestado de outro bar que ele tocou na Rua Augusta. Ainda assim, a casa trouxe um agito cheio de frescor ao Largo da Batata. De quinta a sábado, atrações de jazz, blues, folk e rock apresentam-se no lugar. Couvert artístico: R$ 15,00 a R$ 30,00.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s