As cachaças mais caras da cidade

A dose da rara Havana pode chegar a R$ 76,00 no restaurante Mocotó

Uma experiência na Escola Superior de Agricultura da USP, em Piracicaba, produziu uma cachaça que superou vinte marcas de uísque e conhaque em provas de cor, aroma e sabor, e análises químicas. A bebida não será vendida.

Veja algumas das pingas mais caras disponíveis na capital (preço da dose em real):

Mocotó

  • Havana: R$ 76,00
  • Rochinha 12 anos: R$ 67,00

Casa Café

  • Vale Verde 12 anos: R$ 50,00

Bar do Arnesto

  • Anísio Santiago: R$ 42,00
  • GRM Ouro: R$ 37,00

Bar da Dona Onça

  • Tabaroa: R$ 35,00

Empório Sagarana:

  • Germana Heritage: R$ 20,00

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s