Viagens de Famosos

Raul Boesel, DJ

“Eu e minha mulher (Deborah Cesco) viajamos para a Toscana, na Itália, em setembro deste ano durante 7 dias. Conhecemos Sinalunga, Lugano, Cortona, Pienza, Montalcino, Montepulciano. Em Sinalunga, ficamos hospedados no luxuoso hotel Locanda Dell’Amorosa Na cidade de Montalcino, conhecemoso vinhedo Brunello di Montalcino, o melhor produtor de vinho de Poggio Antico “

O que fazer: “Comer na Tratoria Al Vecchio Forno, Osteria Del Teatro e It Falconiere. Em. Cortona, conhecer o Mosteiro de São Francisco”.

  

Tico Sahyoun, proprietário da LOS DOS, de moda masculina

“Itália para mim é o país mais charmoso do mundo. Em cada lugar você encontra algo surpreendente.”

O que fazer:“Aqui vai uma dica para se conhecer urgente! Em Capri, alugue um barquinho de madeira, apenas para você e sua acompanhante, leve vinhos bem gelados e aproveite seu passeio em volta de toda a ilha. São de seis a sete grutas, mas o destaque fica para a Gruta Azul que você entra em um bote e vê algo mágico e inesquecível!”

 

Ticiane Pinheiro

Ticiane Pinheiro

Ticiane Pinheiro, apresentadora de TV

“Viajei para Dubai, um lugar lindo, incrível e lá tudo é gigantesco – 30 por cento dos guindastes do mundo estão em Dubai! Daqui uns cinco anos, esse lugar ficará perfeito mas vale a pena conhecer agora. A praia é deliciosa, os restaurantes são maravilhosos.”

O que fazer: “O mercado de ouro é uma loucura. Adorei e recomendo.”

 

Thiago Mansur

Thiago Mansur

Thiago Mansur, modelo e empresário

Essa foto foi tirada em Southampton, estado de Nova Iorque. E o melhor pra fazer lá, com certeza é a praia que é muito gostosa, tem bastante família e pessoas que tem casas nos arredores – poucos turistas, por isso o clima é bem pacato para quem quer descansar e muito bom para quem gosta de surfar como eu!”

O quer fazer: “Uma boa dica para quem quer sair a noite é a boate Pink Elephant, super bem frequentada por celebridades do mundo todo.”

 

 

Washington Olivetto

Washington Olivetto

Washington Olivetto, publicitário

“Duas fotos que provam que a fascinante Xangai tem o mais antigo dos mundos e o mais moderno dos mundos funcionando simultaneamente: eu na liteira, na cidade velha, e eu na frente do meu hotel, na cidade nova.”

O que fazer: “jantar no Mon the Bund . The Bund (o calçadão em frente ao rio), nº 5, 7º andar; tel. (86 21) 6350-9988. Tem uma linda vista para o Rio Huangpu. Visitar a ShanghART Gallery. O endereço: Moganshan Road, nº 50, prédio 16; tel. (86 21) 6359-3923. Essa galeria expõe os mais badalados artistas contemporâneos.”

  

Amauri Jr.

Amauri Jr.

Amaury Jr., apresentador

“Istambul, na Turquia, foi a cidade que por último mais me fascinou. Quem está interessado em história, basta percorrer a antiga Constantinopla para descobrir sua importância vital em tudo que se passou depois no planeta. O Gran Bazaar é um “escândalo” para quem gosta de comprar – com suas mais de 3 mil lojas, o que inclui as falsificações mais perfeitas de que se tem notícia, com todas as griffes e lançamentos. O Hotel Ciragan Kempinski, ex-palácio de sultões, é um dos mais belos do mundo. Ler a sorte na borra do café deixa o mais cético intrigado, pois elas acertam mesmo. Há um quarteirão só de cafés desse gênero.”

O que fazer:“Ir à mini-Turquia, uma impressionante réplica do país (e é um passeio obrigatório), a Igreja de Santa Sofia, a Mesquita Azul e as cisternas, onde 007 gravou um de seus filmes, também são paradas necessárias. Mas Istambul é muito mais que isso. É instigante, misteriosa, instigante e com restaurantes de primeira.”

 

Juscelino Pereira

Juscelino Pereira

Juscelino Pereira, chef do Piselli

“Alba, cidade considerada a capital do Tartufo Bianco, é o local da Itália onde são realizadas expedições anuais que o prazer exige esperar a abertura da “stagione”. Não dá para esquecer jamais a experiência da caça à trufa, ciceroneado pelo trifulau e seus cães amestrados. Tive o privilégio nesta ultima temporada de participar de mais uma caça ao tartufo com o Stefano Aprille, neto do maior trifolau do Piemonte Lídio Trucco, falecido a 6 meses com 83 anos. O neto que o acompanhava nas caçadas e pescarias contou todos os detalhes sobre o mundo dos tartufos e os ensinamentos do avô. Foi mais uma experiência maravilhosa!”

O que fazer:“Como escala obrigatória está a visita aos vilarejos de Barolo, La Morra, Serralunga e Monforte D’Alba, as regiões dos potentes Barolos considerados como “rei dos vinhos ou o vinho dos reis”. Salute!”

 

Carlos Bertolazzi

Carlos Bertolazzi

Carlos Bertolazzi, chef do Zena Caffè

“Sou apaixonado por New York. E cada viagem costuma ser especial. Da última vez, fiz algo que nunca tinha feito… Depois de alguns dias de chuva, a cidade amanheceu ensolarada- o outono em NY é lindo. Estava passeando com minha mulher no Central Park, em um final de tarde de um domingo ensolarado, e resolvemos parar no Loens Boathouse para tomar uma taça de champagne. Só que, obviamente, estava lotado. Comprei uma garrafa, pedi “emprestadas” duas taças e aluguei um barquinho, passando por baixo da Bow Bridge. Não podia perder aquele momento.”
O que fazer:
“Exatamente o que eu fiz!”

  

Álvaro Garnero

Álvaro Garnero

Álvaro Garnero,

“Esta foi minha jornada a pé pela reserva de Malilangwe no Zimbabwe. Lá, me hospedei no Pamushama Lodge, localizado dentro da reserva e considerado um dos melhores hotéis de selva do mundo. Dentro da reserva, visitei a tribo Shangaan, uma etnia conhecida por suas danças e rituais. Na tribo provei a iguaria preferida dos Shangaans, o mopami, uma espécie de larva que a tribo frita na manteiga. Também tive contato com diversos animais selvagens, como hienas e cachorros selvagens, e ainda rastreei rinocerontes e cacei escorpiões. Nas cavernas de Malilangwe apreciei a arte rupestre que enfeita as paredes de pedra há mais de 2000 anos. Conhecer o Zimbabwe foi uma experiência selvagem surpreendente e inesquecível.”

O que fazer:“Passar uma noite no Pamushama Lodge”.

 

Adriana Bittencourt

Adriana Bittencourt

Adriana Bittencourt, designer de jóias

“Há 15 anos eu passo as férias de verão europeu em St. Tropez, na França. Foi na primeira vez que pisei no balneário de Brigitte Bardot que nasceu a idéia da marca Adriana Bittencourt – que tem a alma de St. Tropez e o estilo do verão europeu! Para mim, ir pra St. Tropez é um mix de tudo: revejo amigos do mundo todo, me inspiro e ainda trabalho – já que tenho três pontos de vendas na cidade.”

O que fazer:“Esta é a minha praia preferida, a Le Club 55. Almoçar lá é realmente uma delícia. Por incrível que pareça, não deixo de comer duas coisas: o milho e a tarte tropeienne de sobremesa.”

 

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s