USP propõe 50% de cota para aluno de escola pública

A mudança consta em minuta de resolução enviada ao Conselho Universitário

A Universidade de São Paulo (USP) pretende até 2021 implementar 50% de cotas para alunos da rede pública em todos os cursos e turnos da instituição. É a primeira vez que a instituição prevê uma reserva de vagas para todas as graduações.

A mudança consta em minuta de resolução enviada aos integrantes do Conselho Universitário, instância máxima da USP. A proposta não indica reserva de cadeiras para negros, pardos e indígenas, como ocorre nas universidades federais.

As universidades estaduais paulistas – USP, Unicamp e Unesp – haviam prometido em 2012 ter metade dos alunos da rede pública entre seus calouros até o ano que vem. A USP, no entanto, ainda está longe da meta: foram 36,9% de ingressantes de escolas públicas no último processo seletivo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s