Torres da Ponte das Bandeiras servem como observatório da CET

Com 25 metros de altura, as torres da Ponte das Bandeiras funcionam como mirantes. Inaugurados em 1942 para ser o “portal norte de entrada da cidade”, esses monumentos serviam para monitorar competições aquáticas no Rio Tietê, quando ele ainda era limpo e navegável. Os fiscais de prova deram lugar aos de trânsito. Das 7 às 20 horas, marronzinhos da CET se revezam em cima de uma das torres e observam o tráfego da região. No ano que vem, elas devem passar por uma restauração estimada em 5 milhões de reais e custeada pela iniciativa privada. A idéia é que o local seja aberto para visitação. “Queremos transformá-lo em um pólo de educação ambiental e de trânsito”, diz Francisco Zorzete, responsável pelo projeto.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s