The Vaccines anima com seus hits, mas deixa a desejar em show curto

Após dar cano no Planeta Terra, quarteto inglês se apresentou em São Paulo nesta quarta (18), no Cine Joia

Em junho do ano passado, com participação marcada no Planeta Terra, o grupo inglês The Vaccines cancelou sua vinda ao país para acompanhar o Arctic Monkeys em uma turnê pelo Reino Unido. Para se redimir com o público brasileiro, a banda tocou nesta quarta (18) no Cine Joia e já na quinta (19) eles embarcam para o Rio de Janeiro, onde são atração do Circo Voador.

+ Confira galeria com fotos da apresentação

+ Os shows que agitam a cidade

+ Tudo sobre a Virada Cultural

+ Calendário: os festivais que vão agitar 2012

Mas antes a banda tivesse tocado no festival. Formado por Justin Young (vocal), Árni Hjörvar (baixo), Freddie Cowan (guitarra) e Pete Robertson (bateria), o grupo estourou em agosto de 2010, quando soltou no YouTube a demo de “If You Wanna” e se tornou uma das promessas do rock indie. Seu primeiro álbum, “What Did You Expect from the Vaccines?”, foi lançado em março do ano passado e o timing do show no Planeta Terra não poderia ser melhor. Seis meses depois, o “hype” em torno dos ingleses não é mais tão grande e, apesar de encherem o Cine Joia, eles não chegaram a lotar a casa, que tem capacidade para cerca de 1.500 pessoas.

Marcada para as 23h, a apresentação começou com 45 minutos de atraso – mais do que o suficiente para inquietar a plateia. Como espécie de pedido de desculpas pelo atraso, eles engataram de cara os hits “Blow It Up” e “Wreckin’Bar (Ra Ra Ra)”. Claramente felizes por tocarem aqui e empolgados com a plateia “barulhenta”, os músicos arriscaram interações em português, com direito a um discurso do baixista Árni Hjörvar.

Com apenas onze faixas, o único álbum da banda não garante uma apresentação tão longa. Para postergar um pouco o final, eles ainda mostraram faixas inéditas do novo disco – que já foi gravado em março na Inglaterra, mas ainda não tem data de lançamento. Entre as músicas novas estavam “Teenage Icon”, “No Hope” e “Bad Moon”. Músicas como “Post Break-Up Sex” empolgaram, mas o ápice do show foi o hit que lançou a banda, “If You Wanna”.

O repertório escasso já indicava que a noite não seria das mais longas, mas depois de 45 minutos de espera, o público se surpreendeu quando após o mesmo período no palco os músicos agradeceram e saíram. Na volta para o “bis”, tocaram só duas músicas, num total de 55 minutos de show.

Para uma apresentação em um festival, a apresentação seria mais do que suficiente, mas em um show solo com ingressos que custavam 160 reais, o The Vaccines definitivamente deixou a desejar.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s