Tatiana Belinky morre em São Paulo

Escritora infantojuvenil de origem russa estava com 94 anos

Aos 94 anos, Tatiana Belinky morreu neste sábado (15) às 15h em São Paulo. Com extensa publicação infantojuvenil, a escritora nascida em São Petesburgo (Rússia) veio para o Brasil ainda pequena a bordo de um transatlântico, em 1929. Ela estava internada no Hospital Alvorada desde o dia 4.  Seu corpo foi velado na casa da família e enterrado no Cemitério Israelita da Vila Mariana na tarde deste domingo (16).

Tatiana escreveu mais de 200 livros e traduções – a exemplo de Cinco Trovinhas para Duas Mãozinhas, Mentiras… e Mentiras e Limeriques do Bípede Apaixonado. Em cartaz na capital, a peça infantil Crônicas de Cavaleiros e Dragões – O Tesouro de Nibelungos é baseada em uma de suas obras, assim como Tic Tic Tati.

+ Saiba onde encontrar as obras de Tatiana Belinky

Foi casada com o educador Júlio Gouveia, morto em 1989 aos 75 anos. Nos anos 50, adaptou com o marido Sítio do Pica-Pau Amarelo, de Monteiro Lobato, para a TV. Ao longo da carreira, acumulou prêmios: Nestlé,  Jabuti e o “Melhor para Criança” da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil). Em 2010, então com 91 anos, tomou posse da cadeira 25 da Academia Paulista de Letras.

Para o escritor Ilan Brenman, Tatiana é um marco na literatura infantil. “Em vida, já era um clássico e será um clássico para sempre”, afirma. Brenman conta que a autora era amiga de Monteiro Lobato, que influenciou muito sua obra. “Assim como ele, fazia uma literatura infantil transgressora, de qualidade extrema, que não subestimava a inteligência da criança”, analisa. “Ela elevou a produção infantojuvenil a um patamar muito alto.”

Além de escrever obras consagradas no universo infantil, como O Caso do Bolinho, Tatiana também ficou conhecida pela tradução de histórias estrangeiras. Em Os Contos de Grimm, pesquisou e colocou um toque especial na versão brasileira dos contos alemães.

Um Caldeirão de Poemas é uma mistura de textos da própria escritora, clássicos de autoria desconhecida e poesias de Lewis Carroll, Walt Whitman, Bertold Brecht e Goethe – tudo adaptado para as crianças. “Ela era uma grande tradutora. Quando conta Irmãos Grimm, por exemplo, faz isso de forma primorosa”, diz Brenman.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s