Tele-Thai muda de endereço e se transforma no Namga

As boas pedidas do cardápio são a salada de pato desfiado, lichia e folhas variadas e a lula recheada de lombo de porco

Três anos atrás, época de sua abertura, o Tele-Thai era um ponto para entrega de comida em domicílio. Suas receitas adaptadas ao paladar paulistano — ou seja, sem exagero em condimentos picantes — fizeram sucesso desde o início. Por insistência dos clientes, o proprietário Roni Kormis, que aprendeu os segredos dessa culinária quando morou em Londres, passou a servir refeições no minúsculo salão e em mesinhas postas na calçada da íngreme Rua Caiubi. Em agosto, o restaurante mudou-se para um local mais confortável na Rua Apiacás, também em Perdizes, e adotou o nome de Namga, sem abandonar o sistema de delivery.

+ Receita de rosbife tailandês

+ Santovino: um italiano promissor

No atual endereço, há algumas novas sugestões criadas pela consultora Barbara Kerr, especialista nessa cozinha do Sudeste Asiático. Vai bem de entrada a salada de pato desfiado, lichia e folhas variadas. Outro acerto aparece na lula recheada de lombo de porco. Banhada em curry, ela surge salpicada de castanha-de-caju com arroz de jasmim de guarnição. Continuam boas pedidas petiscos como o kai satay (espetinhos de frango marinado no leite de coco ao molho de amendoim) e os ótimos tót man pla (bolinhos de peixe discretamente apimentados ao curry, manjericão e limão kaffir). Dos antigos pratos principais, o pad thai (talharim de arroz) ganha a melhor versão acrescido de camarões, vegetais, amendoim, ovo, limão, pimenta e tofu ao molho agridoce de tamarindo.

+ Delivery de bebidas: saiba como solicitar essa mordomia

O bolo de banana, uma das sobremesas provadas na visita realizada em agosto, tinha textura muito compacta, o que foi alertado na edição especial “Comer & Beber”, publicada no mês seguinte. Depois de uma revisão, o doce está mais macio e recebe a mesma companhia de um delicioso sorvete de arroz negro. A recém-lançada carta de vinhos reúne cerca de trinta rótulos, entre eles o branco chileno Nimbus Gewurztraminer 2008. De qualquer forma, muitos dos pratos caem bem com cerveja.

 

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s