Sergio Britto rememora 65 anos de carreira em autobiografia

Livro expõe episódios íntimos do artista, como a homossexualidade e uma tentativa de suicídio

Nascido no Rio, o ator Sergio Britto mudou-se para a capital paulista em 1950, aos 27 anos. Não sem contrariar a mãe superprotetora, Alzira, que considerava o filho incapaz de se virar sozinho. Ele veio a convite do diretor italiano Ruggero Jacobbi para a montagem de ‘Electra e os Fantasmas’, de Eugenne O’Neill. O jovem ator instalara-se no Hotel São Bento, um lugar de “meter medo”, vizinho ao Edifício Martinelli. Em 1951, com a atriz Maria Della Costa, estreou ‘Manequim” (foto acima). Nessa época, notou que estava ficando surdo. “A crítica dizia que eu falava alto demais.” Essas e outras histórias integram a recém-lançada autobiografia ‘O Teatro & Eu’, na qual Britto rememora seus 65 anos de carreira. Ele expõe episódios íntimos, como a relação conturbada com a mãe, a homossexualidade e uma tentativa de suicídio.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s