Sanfoneiro e compositor Mario Zan morre em São Paulo

Não havia quadrilha junina sem sua Festa na Roça. Da mesma forma, todo paulistano com mais de 50 anos vai associar para sempre o quarto centenário da cidade, comemorado em 1954, com o hino que ele compôs para a ocasião. Autor também de Nova Flor, ou Os Homens Não Devem Chorar, que marcou época como hit dor-de-cotovelo, Mario João Zandomeneghi, o Mario Zan, foi um compositor de sucesso e um dos maiores acordeonistas do Brasil. Italiano de Veneza, tinha 4 anos quando emigrou com os pais para o interior paulista. Aos 12, veio para a capital. Um ano depois, virou músico. Ele morreu na quarta-feira (8), aos 86 anos. Como sempre desejou, foi enterrado no túmulo ao lado da marquesa de Santos, no Cemitério da Consolação.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s