Associação de ex-alunos banca reforma na Faculdade de Direito da USP

Grupo com 12.000 filiados custeou reparações no Salão Nobre da instituição

No início de agosto de 1954, cerca de 800 pessoas ouviam um discurso inflamado do político e jornalista Carlos Lacerda contra o governo Getúlio Vargas — no dia 24 daquele mês, pressionado pela oposição, o presidente daria um tiro no coração em seu quarto no Palácio do Catete, no Rio.

+ Terraço Itália inicia preparativos para comemorar 45 anos

O cenário da fala de Lacerda foi o Salão Nobre da Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco, no centro. Fechado desde o início do ano, ele reabre na segunda (27) após passar por uma reforma de 500.000 reais patrocinada pela associação de ex-alunos.

“Queremos manter a reputação da instituição”, diz José Carlos Madia, líder do grupo de 12.000 filiados. A obra incluiu restauração da pintura e do piso, além de novos sistemas de som e imagem.

Não foi a primeira doação de antigos estudantes. Em 2008, o escritório de advocacia Pinheiro Neto investiu 700.000 reais em uma sala de aula com recursos audiovisuais, e a família do advogado Pedro Conde bancou a construção de um auditório por R$ 1,3 milhão.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s