Rua Maria Antonia: palco de batalha entre USP e Mackenzie

Com coquetéis molotov, bombas, rojões, pedras e tiros de revólver, a Rua Maria Antonia, na Vila Buarque, foi transformada em praça de guerra nos dias 2 e 3 de outubro de 1968. A batalha começou quando alunos da Universidade Mackenzie, considerados de direita, jogaram ovos em estudantes da vizinha faculdade de filosofia da USP, militantes da esquerda, que faziam pedágio para arrecadar fundos para o movimento estudantil. Saldo: um estudante morto, dezenas de feridos e a transferência da faculdade de filosofia para a Cidade Universitária. O prédio passou a ser ocupado por outros órgãos públicos. Devolvido à USP, o edifício principal foi reaberto somente em 1993, rebatizado de Centro Universitário Maria Antonia. Ali há espaço para mostras, salas de aula e auditório. A foto acima é uma das que integram a exposição Direito à Memória e à Verdade, que fica até este domingo (22) na Caixa Cultural (Praça da Sé, 111, 3321-4400).

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s