Roteiro ‘Comer & Beber’: Belém

Saiba o que há de melhor na gastronomia da cidade

A 7ª edição de VEJA BELÉM “Comer & Beber” selecionou 442 endereços na capital paraense com o que há de melhor em restaurantes, bares e casas de comidinhas. Confira abaixo cinco sugestões de lugares bacanas para conhecer na sua viagem:

+ Guia completo com o roteiro de outros destinos brasileiros


RESTAURANTESLá em Casa

O restaurante, premiado em todas as edições de VEJA BELÉM, ressalta a culinária da região. Um dos pratos mais tradicionais, o pato no tucupi é preparado em cozinha industrial. A ave é cozida a vácuo junto a um caldo que mistura alho, sal, cachaça, alfavaca, chicória e tucupi. Na sequência, vai ao forno e parte para a mesa na companhia de arroz, farinha-d’água e jambu (R$ 43,00).


Remanso do Peixe

No comando da cozinha, o jovem Thiago Castanho, vencedor da categoria chef do ano, explora ervas e especiarias amazônicas de propriedades variadas em suas receitas. O creme brûlé, por exemplo, aparece numa versão de banana aromatizado com amburana e coberto com suspiro de cumaru (R$ 10,00), dois produtos comumente empregados na fórmula de loções e perfumes.

+ Sorveteria Taperebá: conheça sabores típicos da região antes de viajar

+ Guia: como lidar com crianças dentro do avião

BARESAmazon Beer

A cervejaria campeã desde a primeira edição de VEJA BELÉM “Comer & Beber” leva a fama por produzir seis tipos de cerveja artesanal. Nas mesas da área externa, margeadas pela Baía do Guajará, a vista privilegiada para o pôr do sol garante o cenário ideal para provar petiscos como a porção de bolinho de pato com tucupi (R$ 20,00) e a tradicional linguiça de metro (R$ 29,00).


Roxy Bar

Sucesso há quase trinta anos, a casa venceu pela primeira vez o título de melhor cozinha de bar na edição deste ano. Criação dos clientes, o filé saddam hussein figura entre os campeões de pedido. O prato traz um pedaço alto de carne coberto com presunto e queijo, ao lado de arroz à piamontese, batata e farofa de ovo (R$ 38,00).


COMIDINHASCairu

Há 48 anos no mercado, a marca de sorvetes chega a distribuir diariamente 2 toneladas do produto para as treze lojas da rede. A receita de sucesso combina creme de leite, leite em pó e frutas frescas, regionais. Dos cinquenta sabores expostos no balcão, o paraense, de açaí com farinha de tapioca, e o chamado maria izabel, que mistura cupuaçu, castanha-do-pará e flocos de chocolate, aparecem entre os campeões de pedidos.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s