Rosangela Lyra pode deixar de comandar a Dior no país

A partir de junho, executiva misteriosa assume o novo cargo de presidente das divisões Couture e Perfumes

A operação da Dior no Brasil, sob o comando de Rosangela Lyra há 27 anos, está prestes a ser repaginada. Em junho, uma executiva assumirá um cargo recém-criado: presidente das divisões Couture (roupas e acessórios) e Perfumes.

A grife confirma a informação, mas se nega a dizer se o posto será ocupado por Delphine Di Menza, o que é dado como certo nos bastidores, e a responder às perguntas que torturam o mundinho fashion: qual será o papel de Rosangela? Quem será chefe de quem? Em viagem ao exterior, ela contou, por mensagem de texto, que acaba de renovar seu contrato com a maison. Aliás, renovou também a sempre elegante silhueta, 5 quilos mais magra.

+ Naldo: ‘As pessoas vão mais para me ver’

+ Fernanda Souza: operação lingerie

+ Coronel Telhada propõem lei polêmica

+ Edifício do antigo Banco PanAmericano precisa de inquilino

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s