Polícia prende dezoito pessoas por rinha de galo

Foram apreendidas 57 aves em fazenda em Angatuba, cidade na região de Sorocaba

A Polícia Ambiental prendeu, neste domingo (2), dezoito pessoas por rinha de galos em uma fazenda em Angatuba, região de Sorocaba. Entre os detidos, estavam dois donos da propriedade. Ao todo, 57 galos “de briga” foram apreendidos – a maioria apresentava ferimentos em razão das “lutas”.

Os policiais apreenderam também a espécie de ringue circular em que os galos eram colocados para brigar e uma lousa usada para marcar o peso das aves e o valor das apostas. Também foram encontrados remédios cicatrizantes, luvas para cobrir as esporas e listas de apostadores.

+ Confira as últimas notícias

Os envolvidos foram levados à delegacia da Polícia Civil de Angatuba e liberados depois de prestar depoimento. Eles vão responder em liberdade pelo crime de maus-tratos a animais e podem ser condenados à pena de três meses a um ano de detenção. Os donos da rinha foram multados em mais de 170 000 reais – cerca de 3 000 reais por galo.

Sem local para guardar as aves, o delegado de plantão decidiu nomear um dos donos do sítio como fiel depositário. Assim, os galos foram levados de volta para a propriedade até a decisão da Justiça.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s