Estudante de artes plásticas espalha gravuras por relógios de rua

Daniel Scandurra diz que tentará negociar a permanência das 'obras' com empresa encarregada de conservação dos relógios

Cansado de ver os relógios digitais da cidade abandonados, o estudante de artes plásticas Daniel Scandurra espalhou gravuras de estilo concretista por 27 deles (acima, um equipamento instalado na Avenida Paulista, perto da Rua Pamplona).

“Colei à noite e de dia sem problema algum, inclusive perto de policiais e de um funcionário da CET”, conta Daniel, de 22 anos, filho do guitarrista da banda Ira!, Edgard Scandurra. “Foi uma intervenção amistosa, sem teor de vandalismo.” O estudante diz que tentará negociar a permanência das “obras” com a Buldogue Mídia Exterior, nova encarregada da conservação dos relógios.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s