Famílias retiradas de favela na Marginal estão sem casa

Barracos voltaram a pegar fogo na noite deste domingo (17) e interditaram Ponte Orestes Quércia

Após uma reintegração de posse na manhã de sábado (16), cerca de 200 famílias que viviam em barracos perto da Ponte Orestes Quércia, na Marginal Tietê, estão sem casa e agora acampam em uma calçada na Avenida do Estado, a poucos metros da favela Estaiadinha, de onde foram retiradas. Na noite deste domingo (17), os barracos voltaram a pegar fogo. Não há informação sobre vítimas. 

A ponte está interditada para carros. Vai precisar passar por uma vistoria para saber se foi danificada durante os dois incêndios. 

A prefeitura diz que está cadastrando os moradores da Estaiadinha em programas de habitação social desde julho, quando a ocupação começou a tomar forma no antigo terreno do Clube de Regatas do Tietê. Também afirma que vai encaminhar as famílias para abrigos públicos. 

Incêndio

No sábado (16), a reintegração de posse terminou em incêndio. Um “grupo não identificado”, segundo a Polícia Militar, ateou fogo em alguns dos barracos da ocupação Estaiadinha, próxima à Ponte Oresques Quércia, na Marginal Tietê, e depois fugiu. O incêndio começou por volta das 15h30 e foi controlado às 17h20. Ninguém ficou ferido.

A PM cumpriu um mandado judicial de reintegração de posse do terreno onde fica a favela, no bairro do Bom Retiro, às margens da ponte estaiada da Marginal Tietê. O local, que até o ano passado abrigava o Clube de Regatas do Tietê, tem 4 000 metros quadrados e abrigava cerca de 600 barracos. A prefeitura despejou o Clube e, agora, os moradores da favela. 

“Segundo a prefeitura de São Paulo informou ao juiz, a maioria das pessoas que estão no local já foi cadastrada em um programa de habitação popular e deve ser contemplada em breve”, diz a Secretaria de Segurança Pública. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s