Rede de postos Ipiranga processa João Doria por peça de campanha

Segundo jornal, empresa entrou com ação no TRE-SP para pedir suspensão das inserções que usam o bordão 'pergunta lá'

A rede de postos Ipiranga entrou com ação no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) para pedir suspensão da peça de campanha de João Doria que usa o bordão “pergunta lá”, famoso nos comerciais da marca. De acordo com a coluna Monica Bergamo da Folha de S. Paulo, a empresa alegou que “há uso indevido do conceito” e reclamou de não ter sido consultada pela equipe do tucano. 

+João Doria declara patrimônio de R$ 179 milhões para Justiça Eleitoral

As inserções da campanha do tucano usam o bordão para criticar a administração do adversário Fernando Haddad (PT) que disputa a reeleição. Na sequência, uma mulher pergunta: “moço, sabe onde eu acho UBS sem fila, hospital limpinho e médico especialista por aqui?”. Ele responde: “lá na propaganda do PT”.

Segundo a coluna, a campanha do petista também pediu a suspensão da propaganda por “ridicularizá-lo”.

A equipe de Doria foi procurada pelo jornal e disse que “a campanha não afronta a legislação autoral e tampouco a eleitoral”.  

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s