Prédio que abriga o Instituto Tomie Ohtake deveria ter um teatro

Sabe aquele prédio rosa futurista de Pinheiros que abriga o Instituto Tomie Ohtake? Projetado pelo arquiteto Ruy Ohtake e inaugurado em 2001, ele foi construído pelo laboratório Aché para ter escritórios alugados e para sediar um espaço cultural que incluiria, além do instituto, salas de convenção e um teatro com 720 lugares. Esta segunda parte nunca foi concluída por falta de investidores. “Decidimos finalizar o complexo no segundo semestre com recursos próprios”, anuncia José Ricardo Mendes da Silva, presidente da Aché. A empresa vai gerenciar o centro de convenções, mas ainda busca administradores para o teatro

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s